urbanismo

Semana da Reabilitação Urbana arranca no renovado Capitólio

Fotografia: Sara Matos / Global Imagens
Fotografia: Sara Matos / Global Imagens

Evento tem "uma agenda intensa e diversa de iniciativas", como conferências, 'workshops', exposições, leilões e visitas guiadas projetos

A Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa decorre pela primeira vez no renovado cineteatro Capitólio, entre hoje e domingo, com “uma agenda intensa e diversa de iniciativas”, como conferências, ‘workshops’, exposições, leilões, visitas guiadas a projetos e atividades infantis.

“Desafios de uma legislatura para a reabilitação urbana” é o tema da sessão de abertura do evento, onde é esperada a participação do primeiro-ministro, António Costa, informou a organização, reforçando a importância da Semana da Reabilitação Urbana como “ponto de encontro entre os poderes públicos e a iniciativa privada”.

Organizada pela revista Vida Imobiliária e pela imobiliária Promevi, a quarta edição da Semana da Reabilitação Urbana tem o apoio da Câmara de Lisboa e da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), assim como a colaboração de várias empresas e instituições.

À semelhança das edições anteriores, a iniciativa inclui um ciclo de conferências, ‘workshops’, exposições, leilões, visitas guiadas a projetos, atividades para crianças e a entrega de prémios, incluindo a 5.ª edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana.

A Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF) vai leiloar um lote de 13 prédios no centro de Lisboa, detidos pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central, com um valor base de licitação agregado de 7,6 milhões de euros, a realizar na sexta-feira, pelas 15:30, no Hotel Lisboa Plaza.

“O retorno desta iniciativa será integralmente aplicado em investimentos de substituição de equipamentos médicos”, indicou a organização do evento.

Os 13 imóveis que vão ser levados a leilão pela DGTF foram construídos na primeira metade do século XX e localizam-se nas freguesias da Misericórdia, São Vicente e Santa Maria Maior, na zona histórica de Lisboa.

Sobre os valores de licitação deste lote de 13 imóveis, o mais elevado é de 2,1 milhões de euros e o mais baixo é de 115 mil euros.

A programação da Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa é de entrada livre, informou a organização, recordando que, em 2016, o evento recebeu “cerca de 4.500 pessoas, num total de três dezenas de iniciativas, 120 intervenções e mais de 60 empresas envolvidas”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, e Mário Centeno, das Finanças. Fotografia: Mário Cruz/Lusa

Governo PS congelou mais despesa em 3 anos que PSD-CDS na legislatura toda

O comércio é dos setores mais dinâmicos: nascem muitas empresas novas, mas também encerram muitas. Fotografia: D.R.

Número de empresas a fechar duplicou

Ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira. Fotografia: Direitos Reservados

Archer Mangueira garante solução para dívida a empresas até final do ano

Outros conteúdos GMG
Semana da Reabilitação Urbana arranca no renovado Capitólio