SIC lidera em abril, mas a TVI é o generalista que mais cresce

Canais de informação recuam audiências em abril, o maior recuo foi o registado pela TVI 24, que vê reduzir em 14% a sua audiência média face a março.

Confinados em casa por causa da pandemia de Covid-19 os portugueses colaram ao pequeno ecrã, com as estreias ocorridas em abril, e o arranque da telescola a fazer subir 12% consumo de televisão. A SIC manteve a liderança em tempo de quarentena, mas no mês passado foi a TVI o canal generalista que mais viu crescer a sua audiência média face a março: subiu 17%. Canais de informação recuam audiências em abril, o maior recuo foi o da TVI 24.

A SIC manteve em abril a liderança nas audiências, com o canal a registar um share de 20.1% e uma audiência média de 562 mil telespectadores, o que significou um incremento de 15% face ao mês anterior. "A TVI acompanhou esta tendência de crescimento, já que conseguiu um incremento de 17% na sua audiência média versus março, mantendo em média 385 mil portugueses sintonizados na estação a que correspondeu um share de 13.8%", refere a Universal McCann, agência de meios do IPG Mediabrands.

A RTP1 aumentou em 6% a sua audiência média para 321 mil telespectadores, terminando o mês com um share de 11.5%.

Em abril, o item outros - que engloba entre outros itens o consumo em video streaming e de consolas - fechou com um share de 14% - o segundo mais visto depois da SIC, tendo sido acompanhado por uma média de 392 mil telespectadores, valor que representa uma subida de 19% face a março. Se compararmos face ao período homólogo do ano passado a subida é ainda mais expressiva: 60%.

"Avaliando a performance de canais em abril de 2020 face ao período homólogo, de destacar que os canais generalistas aumentaram a sua audiência média em 35%, sendo a SIC o canal que mais audiências conquistou (+51%). Os canais TDT também registaram um aumento, alavancado pelo início das transmissões televisivas da telescola pela RTP Memória, bem como os canais Pay TV (43%) e Outros (60%)", refere a UM/IPG Mediabrands.

Canais de informação recuam audiências

Em abril os canais de informação viram recuar as suas audiências face a março, com a maior descida percentual a ser registada pela TVI24: o canal foi visto por uma média de 47 mil telespectadores, tendo fechado o mês com um share de 1,7%, valor que representa uma queda de 14% face ao mês anterior.

Com uma média de 76 mil telespectadores a acompanhar em média o canal, a SIC Notícias viu recuar 9% as audiências para um share de 2,7%; também a CMTV caiu 8% a suas audiências, para uma média de 119 mil telespectadores e um share de 4,3%.

Em relação ao ano passado, os canais viram subir as suas audiências, com a maior subida a ser registada pela SIC Notícias (124%), seguido da TVI24 (64%) e CMTV (61%).

Mais vistos

Para a liderança da SIC, que colocou 15 programas entre os 20 mais vistos em abril, contribuiu o programa de Ricardo Araújo Pereira - o mais visto do mês - bem como a estreia de Quem Quer Casar com o Agricultor.

A TVI que estreou no mês o Big Brother viu o formato entrar no Top 20 dos mais vistos: BB Zoom - A Caminho da Casa foi visto em média por 1,3 milhões, tendo obtido um share 24.5%.

Canais séries com picos no ano em abril

O universos dos canais pagos de televisão também assinalaram um aumento de 45% no seu consumo face a março, com os canais de séries a atingir máximos em abril.

A Fox reforçou a liderança, com um aumento de 29% na sua audiência média face a março e 89% face a abril de 2019. "O canal conseguiu manter durante o mês, em média, 60 mil portugueses colados ao ecrã, correspondendo um share de 2.1%".

Seguiu-se a Fox Life com uma audiência média de 30 mil telespectadores (+13% versus mês anterior) e um share de 1.1% e a completar o top 3 ficou o AXN, com uma audiência média de 26 mil telespectadores, mais 12% face a março.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de