media

SIC reforça share em novembro com TV nacionais no top das atenções

Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impresa, que detém a SIC. Foto: Carlos Manuel Martins/Global Imagens
Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impresa, que detém a SIC. Foto: Carlos Manuel Martins/Global Imagens

Os canais Pay TV apresentaram um decréscimo no share de audiência.

A SIC reforçou em novembro a liderança nas audiências de televisão. A estação do grupo Impresa obteve um share de 23,1%, mais 0,6 pontos percentuais face ao mês anterior. A TVI terminou este período com 16% de share (mais 0,4 pontos percentuais face outubro) e a estação de televisão pública RTP atingiu os 15,5% (mais 0,9). A CMTV registou um share de 4,9%, menos 0,1. Estes são os canais com mais audiência no país, segundo revelam os dados da UM/IPG Mediabrands.

Os canais Pay TV apresentaram um decréscimo no share de audiência, com uma variação de menos 1,7 pontos percentuais quando comparado com outubro. Ainda assim, o consumo dos canais por subscrição representou 41,8% do share do meio, com os canais das tipologias de entretenimento, informação, infantis e filmes e séries a destacarem-se no top dos mais vistos.

A Globo foi o canal que mais audiência perdeu, mostrando uma quebra de menos 0.5 pontos percentuais. Já a Fox manteve a liderança isolada entre os canais de séries, terminando o mês com 1,9% de share. A Fox Life manteve-se na segunda posição com 1,2% de share (menos 0,1) e a AXN encerrou o Top 3 dos mais vistos com 1% de share (mais 0,1 face a outubro).

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Vendas de carros descem 71,6% em maio

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

PIB pode registar quebra entre 9% a 15% em 2020

Lisboa, 25/05/2016 - Aspecto do Palco Mundo, durante uma reportagem do Diário de Notícias sobre o que acontece nos dias em que no Festival Rock in Rio não há concertos.

( Gustavo Bom / Global Imagens )

APSTE: Setor dos eventos com prejuízos de 20 milhões no segundo trimestre

SIC reforça share em novembro com TV nacionais no top das atenções