transportes

Siemens e Bombardier negoceiam fusão de operações ferroviárias

Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens
Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Operação poderá estar avaliada em mais de 10 mil milhões de euros e juntar, numa só empresa, o fabrico de comboios e a sinalização das linhas férreas

A Siemens e a Bombardier estão em negociações para juntarem as operações ferroviárias. A operação poderá estar avaliada em mais de 10 mil milhões de euros e juntar, numa só empresa, o fabrico de comboios e a sinalização das linhas férreas, adianta esta terça-feira a Bloomberg, citando fontes ligadas ao processo.

A fusão poderá ser oficializada em meados deste ano, mas a decisão final dependerá sempre da autorização das autoridades da concorrência da Alemanha (Siemens) e do Canadá (Bombardier) e dos sindicatos, que poderão opor-se a um eventual corte nos quadros de trabalhadores.

Nos últimos anos, a Siemens tem reduzido o número de áreas de intervenção, tendo vendido a maioria da posição detida na divisão de fabrico de lâmpadas e a dispersão de capital, em Bolsa, da unidade dedicada à saúde.

Em 2014, a Siemens tentou comprou a Alstom, que também fabrica comboios. Acabaria por ser ultrapassada pelos norte-americanos da General Electric, que adquiriu a empresa francesa em novembro de 2015.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

Ursula von der Leyen. “Portugal é único e tem agora oportunidades maravilhosas”

Portugal's Prime Minister Antonio Costa speaks during presentation of the European and Portuguese Recovery and Resilience Plans, at Champalimaud Foundation, in Lisbon, Portugal, 29 September 2020. Ursula Von Der Leyen is in Lisbon for a two-day official visit. MÁRIO CRUZ/LUSA

Portugal recorrerá só a subvenções. Empréstimos só quando situação melhorar

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Von der Leyen: Instrumento “SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas”

Siemens e Bombardier negoceiam fusão de operações ferroviárias