transportes

Siemens e Bombardier negoceiam fusão de operações ferroviárias

Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens
Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Operação poderá estar avaliada em mais de 10 mil milhões de euros e juntar, numa só empresa, o fabrico de comboios e a sinalização das linhas férreas

A Siemens e a Bombardier estão em negociações para juntarem as operações ferroviárias. A operação poderá estar avaliada em mais de 10 mil milhões de euros e juntar, numa só empresa, o fabrico de comboios e a sinalização das linhas férreas, adianta esta terça-feira a Bloomberg, citando fontes ligadas ao processo.

A fusão poderá ser oficializada em meados deste ano, mas a decisão final dependerá sempre da autorização das autoridades da concorrência da Alemanha (Siemens) e do Canadá (Bombardier) e dos sindicatos, que poderão opor-se a um eventual corte nos quadros de trabalhadores.

Nos últimos anos, a Siemens tem reduzido o número de áreas de intervenção, tendo vendido a maioria da posição detida na divisão de fabrico de lâmpadas e a dispersão de capital, em Bolsa, da unidade dedicada à saúde.

Em 2014, a Siemens tentou comprou a Alstom, que também fabrica comboios. Acabaria por ser ultrapassada pelos norte-americanos da General Electric, que adquiriu a empresa francesa em novembro de 2015.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação das obras de arte da coleção BPN, agora integradas na Coleção do Estado, no Forte de Sacavém. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Fundo de Resolução já pagou em juros 530 milhões ao Estado e 90 milhões a bancos

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Venda do Novo Banco é “um não-assunto” para o Fundo de Resolução

Siemens e Bombardier negoceiam fusão de operações ferroviárias