Siemens sem decisão sobre saída de 20 mil trabalhadores

A empresa alemã lembra apenas que ao abrigo da nova estratégia de crescimento "pretende aumentar a sua margem operacional em 2%.

A Siemens diz que não tomou qualquer decisão sobre a eventual saída de 20 mil trabalhadores da área administrativa nos próximos anos. O grupo alemão, que está presente em Portugal, refere apenas que quer melhorar a sua margem operacional nos próximos anos, ao abrigo da estratégia de crescimento "Vision 2020+", apresentada no início de agosto.

"Não há quaisquer planos detalhados até agora e não foram tomadas quaisquer decisões", aponta fonte oficial da Siemens contactada pelo Dinheiro Vivo.

A empresa alemã lembra apenas que ao abrigo da nova estratégia de crescimento "pretende aumentar a sua margem operacional em 2% e obter uma melhoria de eficiência de mais de 20%". Só que para conseguir esses objetivos, a multinacional liderada por Joe Kaeser diz que "ainda a estudar algumas medidas específicas e que serão clarificadas mais tarde".

A Siemens poderá estar a preparar a saída de 20 mil trabalhadores, segundo a publicação especializada alemã Manager Magazin. A afirmação terá sido feita por Joe Kaeser no início de agosto em conversas com vários investidores, na sequência da apresentação desta estratégia de crescimento, acrescenta a mesma revista.

Estas saídas, a confirmar-se, deverão ocorrer apenas nos serviços administrativos. Ou seja, sem impacto para as fábricas.

Leia aqui: Como a Siemens está a ligar a indústria 4.0

A Siemens está presente em Portugal há mais de 112 anos e conta com mais de 2150 trabalhadores, que têm desenvolvimento infraestruturas de Portugal nas "áreas da energia, indústria, mobilidade e tecnologias para edifícios", segundo a informação da página oficial da empresa. Em território nacional também têm sido instalados vários centros de competências nos últimos; em Portugal existe ainda uma fábrica de quadros elétricos da Siemens.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de