internacionalização

SIMAB vai instalar cidade comercial na China

Fotografia: EPA/ROMAN PILIPEY
Fotografia: EPA/ROMAN PILIPEY

Acordo de parceria estratégico foi assinado esta semana com o Estado chinês. SIMAB é o maior acionista do mercado abastecedor de Lisboa, entre outros

O grupo SIMAB, empresa pública especializada na conceção, instalação e gestão de mercados abastecedores e municipais, vai instalar uma cidade comercial na China, anunciou a companhia presidida por Rui Paulo Figueiredo. O projeto, designado por ‘Cidade Comercial de Produtos Especiais – Cixi Global’ vai englobar mercado abastecedor, espaços retalhistas, zona de importação e exportação, show rooms e espaços de restauração, entre outras atividades comerciais.

O acordo de parceria estratégica com o Estado chinês, representado pelo Conselho Chinês para a Promoção do Comércio Internacional (CCPIT) e a sua subsidiária Zhong Mao Tou Management Inc, foi assinado esta semana. A Zhong Mao Tou Management Inc. é uma empresa estatal especializada na construção, operação e gestão de parques industriais estabelecidos e financiados pelo CCPIT.

São ainda parceiros nesta iniciativa o governo provincial da cidade chinesa de Cixi, na província de Zhejiang e o gigante do comércio internacional, EasyBest, anunciou a SIMAB, grupo que é acionista maioritário dos mercados abastecedores de Lisboa, Braga, Évora e Faro, em comunicado. “Para o sucesso desta cooperação, o governo provincial de Cixi fornecerá o terreno e o apoio político e logístico, enquanto o grupo SIMAB será responsável pela gestão do projeto, que vai desde a conceção e produção de estudos, à supervisão da construção, formação dos operadores, gestão do negócio e auxílio à importação e exportação de produtos alimentares”, pode ler-se no documento.

Os restantes parceiros ficarão, em articulação com a SIMAB, encarregues da operação do projeto.
O objetivo comum passa por “dar total atenção às vantagens dos envolvidos, complementar os pontos fortes uns dos outros, aumentar a competitividade e expandir em conjunto o mercado internacional”, lê-se no acordo assinado. A EasyBest terá a seu cargo a importação de alimentos de países europeus.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Arrendatários vão poder realizar obras e pedir o reembolso

TIAGO PETINGA/LUSA

EDP nega ter indicado Manuel Pinho para curso nos EUA

luzes, lâmpadas, iluminação

Fatura da eletricidade baixa em 2019 “para todos”, garante o ministro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
SIMAB vai instalar cidade comercial na China