expansão

Sky muda de instalações em Lisboa e contrata mais 80 pessoas

Fotografia: REUTERS/Toby Melville
Fotografia: REUTERS/Toby Melville

A Sky quer investir no centro tecnológico em Portugal. A empresa já arrancou com o processo de recrutamento, para vagas ligadas ao ramo tecnológico.

Em comunicado, a Sky, que opera na área do entretenimento em mercados como Reino Unido, Alemanha ou Espanha, anunciou o investimento no centro tecnológico em Portugal. A expansão arranca com o recrutamento de 80 novos colaboradores para a Sky Portugal, para vagas ligadas ao mundo da tecnologia, como programador mobile, back-end developer ou front end developer. As vagas e as respetivas descrições podem ser consultadas através do LinkedIn da empresa. Com estas contratações, a operação da Sky em Portugal chegará aos 250 colaboradores.

A Sky Portugal prepara-se também para se mudar para um novo escritório, passando das Torres de Lisboa para novas instalações, “junto à estação de comboios de Entrecampos”, com capacidade para integrar mais colaboradores. No mesmo comunicado, a empresa aponta que o novo escritório tem potencial para “mais de 350 colaboradores”.

“Com o crescimento registado nos últimos tempos, estamos novamente a apostar no reforço da nossa equipa. À semelhança dos processos de recrutamento anteriores, procuramos profissionais de excelência, comprometidos com o seu trabalho e com uma abordagem pragmática à variedade de desafios tecnológicos que vão surgindo no dia-a-dia”, aponta Pedro Geada, diretor do centro tecnológico em Portugal.

A Sky conta com cerca de 23,6 milhões de clientes em sete mercados europeus. A empresa disponibiliza serviços on demand de streaming, como a Now TV, Sky Ticket ou a Sky Go. No total, a operação da Sky contabiliza mais de 31 mil colaboradores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Felipe VI, rei de Espanha

Sem acordo para governo, Espanha pode ir de novo a eleições em novembro

Felipe VI, rei de Espanha

Sem acordo para governo, Espanha pode ir de novo a eleições em novembro

Pedro Amaral Jorge, presidente da APREN
(João Silva/Global Imagens)

APREN. Renováveis contribuem com 15 mil milhões de euros para o PIB

Outros conteúdos GMG
Sky muda de instalações em Lisboa e contrata mais 80 pessoas