Symington

Sogrape Vinhos eleita a melhor produtora do mundo

Sogrape Vinhos
Sogrape Vinhos

A portuguesa Sogrape Vinhos foi eleita a melhor produtora vitivinícola a nível mundial de 2015 pela Associação Mundial de Críticos e Jornalistas de Vinhos e Bebidas Espirituosas. O ranking das 100 melhores produtoras mundiais, elaborado anualmente por esta organização mundial de críticos e jornalistas especializados, baseia-se, entre outros, na avaliação dos prémios conquistados por cada produtor num conjunto selecionado de concursos internacionais realizados ao longo do ano.

“A participação da Sogrape Vinhos em 10 dos 75 concursos avaliados resultou em 131 prémios, num total de mais de 3.000 pontos calculados de acordo com a importância das medalhas em causa e conferindo-lhe assim um destacado primeiro lugar nesta importante lista”, destaca a Sogrape em comunicado.

Depois da quarta posição alcançada em 2014, a Sogrape Vinhos surge este ano no primeiro lugar, seguida pela norte-americana Ernest and Julio Gallo Family e pela francesa Vranken Pommery Monopole Heidsieck.

Fernando da Cunha Guedes, CEO da empresa, destaca que “é com grande satisfação e orgulho que recebemos esta distinção, que mostra o reconhecimento internacional pelo caminho que temos prosseguido nos últimos anos para ser uma referência ibérica de vinhos de qualidade”.

Detentora de marcas como Mateus Rosé, Gazela, Sandeman e Casa Ferreirinha, a Sogrape Vinhos também produz vinhos na Argentina, Chile, Espanha e Nova Zelândia, está presente nas principais regiões vitivinícolas portuguesas e exporta para mais de 120 mercados.

Portugal tem mais cinco empresas na lista dos 100 melhores produtores de vinhos de 2015: a Symington Family Estates (14º), a Casa Ermelinda Freitas (22.º), a Casa Santos Lima (57.º), a Adega Cooperativa de Cantanhede (89.º) e a Companhia das Quintas (99.º).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Outros conteúdos GMG
Sogrape Vinhos eleita a melhor produtora do mundo