Imobiliário

Sonae conclui compra de 20% da Sonae Sierra por 255,9 milhões

Paulo Azevedo, presidente da Sonae. Foto: Pedro Granadeiro, Global Imagens
Paulo Azevedo, presidente da Sonae. Foto: Pedro Granadeiro, Global Imagens

A Sonae concluiu hoje a compra de uma participação de 20% na Sonae Sierra ao grupo Grosvenor

A Sonae concluiu hoje a compra de uma participação de 20% na Sonae Sierra ao grupo Grosvenor por 255,9 milhões de euros, após a aprovação das autoridades da concorrência competentes, foi hoje comunicado ao mercado.

“A Sonae — SGPS vem […] informar que, na sequência da aprovação por parte das autoridades da concorrência competentes, foi hoje concluída a transação nos termos anunciados ao mercado no passado dia 14 de julho, de aquisição de uma participação de 20% da Sonae Sierra ao grupo Grosvenor”, lê-se no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com a informação remetida ao mercado, a aquisição custou à Sonae 255,9 milhões de euros.

Na sessão da bolsa de hoje, a Sonae SGPS registou uma subida de 0,51% para 0,88 euros.

Em 24 de agosto, a Comissão Europeia aprovou a aquisição da Sonae Sierra pela Sonae, ao concluir que a operação não levanta inquietações a nível de concorrência, pois a multinacional portuguesa já detinha conjuntamente a empresa que se dedica ao ramo imobiliário.

Em 14 de julho passado, a Sonae informou que iria reforçar a posição na Sonae Sierra, quando concluísse a compra de 20% ao grupo inglês Grosvenor.

A Sonae Sierra, que se dedica ao ramo imobiliário e que gere centros comerciais em todo o mundo, era detida pela Sonae (50%) e pela Grosvenor (50%), pelo que, com a aquisição agora aprovada por Bruxelas, a Sonae reforça a a posição, passando a deter 70%.

A Sonae Sierra está presente em 12 países, tem mais de 9.300 contratos com lojistas e gere centros comerciais que registaram, em 2017, mais de 438 milhões de visitas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Sonae conclui compra de 20% da Sonae Sierra por 255,9 milhões