Resultados

Sonae faz balanço “claramente positivo” dos resultados do 1.º trimestre

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

A Sonae totalizou 18,3 milhões de euros de lucro no primeiro trimestre, mais 6,5% do que no período homólogo.

O administrador financeiro (CFO) da Sonae fez hoje um balanço “claramente positivo” dos resultados que o grupo obteve no primeiro trimestre, destacando o “forte crescimento” das vendas e a melhoria da rentabilidade operacional.

“O balanço destes primeiros três meses do ano é claramente positivo para a Sonae. Nós registámos um forte crescimento das vendas e também uma melhoria da nossa rentabilidade operacional”, garantiu João Dolores, em declarações à Lusa.

De acordo com o administrador financeiro, em termos operacionais, todos os indicadores apresentaram “uma evolução positiva, apesar de a Páscoa, este ano, não ter sido no primeiro trimestre”.

A Sonae totalizou 18,3 milhões de euros de lucro no primeiro trimestre, mais 6,5% do que no período homólogo, impactado pelo crescimento das vendas e pela melhoria da rentabilidade operacional.

“Com o crescimento das vendas e a melhoria da rentabilidade operacional, o resultado líquido atribuível a acionistas aumentou 6,5% para 18,3 milhões de euros”, indicou, em comunicado, a dona dos supermercados Continente.

No primeiro trimestre, o volume de negócios da Sonae avançou 8,9% para 1.461 milhões de euros, “refletindo principalmente o crescimento na Sonae MC e a consolidação das vendas estatutárias da Sonae Sierra”.

Por sua vez, no período em causa, o EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 33,4% (34 milhões de euros) e atingiu 136 milhões de euros.

“Para além disso, e fruto destes resultados, a Sonae continua a apresentar uma forte solidez financeira e reduzimos a dívida em base comparável em 99 milhões de euros face ao passado”, declarou João Dolores.

O responsável da Sonae notou ainda que a “solidez financeira” permite à empresa “continuar a investir e explorar oportunidades de crescimento”.

Entre janeiro e março, o investimento aumentou 64% para 116 milhões de euros, com destaque para a Sonae MC, “quer na abertura de novas lojas e remodelação de lojas existentes, quer na aquisição de uma participação na Arenal, que é uma rede de parafarmácias do norte de Espanha”, indicou.

A Sonae IM, por seu turno, “tem vindo a investir em aquisições com resultados muito positivos”, tendo, neste trimestre, reforçado a sua participação em diversas empresas e investido na israelita CB4, que é especialista em inteligência artificial para retalho.

“Prosseguimos a nossa aposta no digital, o que se traduz, em particular, no crescimento forte das nossas vendas ‘e-commerce’ e no nosso reforço enquanto líderes do comércio eletrónico em Portugal”, acrescentou.

Exemplo disso é o lançamento da plataforma Dott em parceria com os CTT.

João Dolores destacou ainda o desenvolvimento da internalização do grupo, com, por exemplo, as vendas internacionais da Sonae Fashion a representarem já mais de 50% do total de compras.

“Globalmente foi um trimestre muito positivo, quer em termos de resultados, quer em termos de desenvolvimentos estratégicos”, reiterou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Boom de queixas contra agências imobiliárias

O ex-presidente da Three Gorges e António Mexia, na assinatura da privatização

Quanto renderam em dividendos as empresas vendidas pelo Estado?

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Sonae faz balanço “claramente positivo” dos resultados do 1.º trimestre