Centros Comerciais

Sonae Sierra, APG, Allianz e Elo juntas em joint venture de 1800 milhões

Colombo
Fotografia: Tiago Lourenço/Global Imagens

Em comunicado à CMVM, as empresas anunciam a criação de uma joint venture estratégica, com um portefólio avaliado em 1800 milhões.

A Sonae Sierra, APG, Allianz e a Elo anunciaram a criação de uma joint venture para o setor imobiliário de retalho, chamada Sierra Prime, com valor de ativos de 1800 milhões de euros.

Em nota de imprensa, são indicadas as motivações para a criação desta colaboração entre empresas. “Após uma parceria bem-sucedida de longa duração no Sierra Fund (50/50), a Sonae Sierra e a APG, em representação dos seus clientes de fundos de pensões, decidiram lançar uma nova joint venture de longo prazo – Sierra Prime – focada exclusivamente nestas seis propriedades, juntamente com dois novos investidores institucionais de referência – Allianz e Elo – com vista a reforçar e a promover o desenvolvimento e crescimento do portfolio.”

À CMVM, a Sonae SGPS indica que a transação permitirá um encaixe de 525 milhões de euros à Sonae Sierra e à APG, “tendo ambas alienado 50% das suas participações neste portfólio à Allianz e à Elo”, é possível ler no comunicado.

É ainda detalhado que cada investidor terá um participação de 25%, por um horizonte temporal de 15 anos, no portefólio da Sierra Prime, que compreende seis centros comerciais, a maioria em Portugal: Colombo (participação de 50%), Vasco da Gama (50%), NorteShopping (50%), CascaiShopping
(100%); e em Espanha, o Plaza Mayor (100%) e o McArthurGlen Designer Outlet Málaga (50%).

A Sonae SGPS indica que “transação está totalmente alinhada com a estratégia de reciclagem de capital da Sonae Sierra, possibilitando simultaneamente a criação de uma joint venture líder em centros comerciais na Península Ibérica com três investidores institucionais de referência e de longo prazo, o que permitirá potenciar o crescimento e criação de valor do portfólio.” A gestão dos centros comerciais ficará na alçada da Sonae Sierra.

A empresa detalha ainda que a “transação foi concluída hoje e não se encontra sujeita a aprovações adicionais.”

No total, é indicado que as seis propriedades representam cerca de 380 mil metros quadrados, atraindo cerca de 90 milhões de visitantes por ano. Na comunicação à CMVM, é indicado que este portefólio da Sonae Prime tem uma densidade de vendas de seis mil euros por metro quadrado. Entre as propriedades, pertence ao Colombo a maior área, com 115 mil metros quadrados.

É ainda destacada a localização privilegiada dos centros comerciais portugueses, situados nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Pingo Doce

PD. Sindicato quer impugnar no Tribunal “golpada” no referendo do banco de horas

Hiper Pingo Doce__00266

Sindicato leva banco de horas do Pingo Doce a tribunal

Sonae Sierra, APG, Allianz e Elo juntas em joint venture de 1800 milhões