Sonae Sierra suspende pagamento de rendas de lojas nos centros

Decisão da Sonae Sierra foi tomada em abril e vigora até ao fim do Estado de Emergência.

A Sonae Sierra suspendeu em abril o pagamento das rendas das lojas instaladas nos centros comerciais que detém em Portugal, confirmou fonte oficial da empresa ao Dinheiro Vivo. "Esta medida de suspensão de faturação manter-se-á até ao termo do estado de emergência." Ao todo a medida abrange os lojistas de 13 centros comerciais, como o Centro Colombo ou Centro Vasco da Gama. Nesta fase o NorteShopping ainda não está abrangido por esta medida.

"Para apoiar os lojistas neste período excecional, decidimos suspender, a partir do mês de abril, a emissão das faturas relativas ao pagamento da remuneração no âmbito do contrato de utilização de cada loja, dos centros comerciais que detém em Portugal, de modo a aliviar a atual situação de tesouraria dos vários operadores. Esta medida de suspensão de faturação manter-se-á até ao termo do estado de emergência", informa fonte oficial quando questionada pelo Dinheiro Vivo sobre este tema.

"Foi também decidido que as despesas comuns, as quais são parte integrante da faturação aos lojistas, serão reduzidas durante este período", refere.

Nesta fase, o NorteShopping não está abrangido por esta medida. "O NorteShopping é um centro comercial co-detido por várias empresas, que se encontram ainda a analisar a situação, e das quais se espera em breve uma posição", justifica fonte oficial da Sonae Sierra quando questionada pelo Dinheiro Vivo.

Em Portugal, o Estado de Emergência foi prorrogado até 17 de abril, depois de duas semanas em março.

"A Sonae Sierra opera atualmente mais de 60 centros comerciais em nove países, os quais empregam milhares de colaboradores e recebem centenas de milhões de visitas. Esta situação está a ter um impacto significativo na nossa atividade, mas, a par da segurança, a responsabilidade social é a nossa prioridade neste momento."

A gestora junta-se assim a outros gestores de espaços que, já em março tinham informado os lojistas de que não iriam fazer a cobrança de rendas, como é o caso da Time Out Market Lisboa ou do Mar Shopping em Matosinhos.

Este espaço, gerido pelo Ingka Centers, informou os lojistas que “não cobrará quaisquer penalidades pela realização do horário reduzido ou pelo encerramento das lojas, mesmo que os contratos tenham estipulado o contrário”, bem como também “não será devido o valor da remuneração mínima e encargos comuns” entre a data de fecho da loja e o dia 31 de março, em linha com a decisão do Conselho de Ministros de 12 de março, tal como noticiou o Dinheiro Vivo.

Mais de 100 lojistas aderiram ao marketplace Dott

Na sequência do encerramento de muitas das lojas instaladas nos centros geridos pela empresa, sobretudo a partir da declaração em março do Estado de Emergência, a Sonae Sierra fechou uma parceria com o marketplace Dott (onde a Sonae é acionista com os CTT) para permitir aos lojistas a venda online dos seus serviços, sem cobrança de comissões sobre as vendas até ao final de maio. Mais de 100 já aderiram.

"A solução para venda online disponibilizada pela Sonae Sierra em março está a ter resultados muito positivos – já aderiram mais de 100 lojistas e há muitos outros a avaliar esta iniciativa", diz fonte oficial.

"Este novo serviço está a permitir ajudar sobretudo os lojistas de menor dimensão, dando-lhes acesso imediato a um mercado abrangente e sem custos. Por isso, estamos a avaliar a possibilidade de introduzir soluções similares noutros mercados onde estamos presentes com serviços de gestão de ativos."

Além desta ferramenta de comércio eletrónico, a empresa "criou uma newsletter semanal Sierra Business Insights, que, em parceria com a consultora Return On Ideas, agrega conteúdos e case studies de várias geografias sobre inovação na oferta, em canais e em comunicação, empreendedorismo ou solidariedade social, entre outros."

(notícia atualizada a 9 de abril às 15h22 com informação referente à situação do NorteShopping)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de