Petróleo

Sonangol vai deixar de produzir petróleo

Carlos Saturnino, Sonangol 
( Filipa Bernardo/ Global/Imagens )
Carlos Saturnino, Sonangol ( Filipa Bernardo/ Global/Imagens )

A petrolífera angolana, liderada por Carlos Saturnino, vai vender as participações em mais de 20 blocos.

A Sonangol vai vender as participações em mais de 20 blocos petrolíferos, dois deles localizados em Cabinda. Um dos objetivos desta alienação é o redesenho da missão da petrolífera angolana, reforçando o papel de regulador e abdicando dos ativos na pesquisa e produção, avança o Negócios esta sexta-feira.

Abandonada a ideia de criação de uma Agência Nacional de Petróleos, o Presidente de Angola, João Lourenço, propõe agora que esse papel passe a ser desempenhado pela Sonangol.

Esta alienação tem, no imediato, as finalidades de atenuar a dívida de três mil milhões de dólares que a Sonangol tem junto das petrolíferas estrangeiras e, depois credibilizar a empresa perante os operadores estrangeiros.

Fonte conhecedora do processo afirmou ao mesmo jornal que a política de venda de ativos vai continuar e que é possível que, a médio prazo, a empresa de Carlos Saturnino aliene a posição de 19,49% que tem no BCP e até a participação indireta que tem na Galp, através da Amorim Energia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno

Centeno volta a cativar mais dinheiro

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Sonangol vai deixar de produzir petróleo