retalho

Sport Zone confirma fusão com britânicos para criar número dois ibérico

Paulo Azevedo, presidente da Sonae. Foto: Pedro Granadeiro, Global Imagens
Paulo Azevedo, presidente da Sonae. Foto: Pedro Granadeiro, Global Imagens

Grupo Sonae ficará com participação de 30% do capital deste novo grupo de vestuário desportivo

Mais de seis meses depois da assinatura do memorando de entendimento, o grupo Sonae anunciou esta quinta-feira que a Sport Zone vai fundir-se com os britânicos da JD Sports Fashion e da JD Sprinter. Desta forma, a marca de roupa desportiva do grupo de Paulo Azevedo vai criar um número dois neste mercado na Península Ibérica.

“A Sonae – SGPS, SA (Sonae) […] chegou, através de uma das suas subsidiárias, a Sonae MC Modelo Continente SGPS, S.A., a um acordo com a JD Sports Fashion Plc, a Balaiko Firaja Invest S.L. e a JD Sprinter Holdings 2010, S.L. (JD Sprinter), que prevê a combinação da JD Sprinter e da Sport Zone, essencialmente nos mesmos termos que os previamente anunciados ao mercado”, refere o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A 9 de março, a Sonae anunciou o memorando de entendimento com o grupo britânico e que previa a seguinte distribuição de capital: 50% para o JD Group, 30% para a Sonae e 20% para os acionistas da JD Sprinter. Em conjunto, estas empresas terão gerado um volume de negócios de 450 milhões de euros, segundo as estimativas apresentadas na altura. O grupo terá uma rede de 287 lojas, sendo que 191 delas serão em Espanha e 96 em Portugal.

A operação encontra-se agora sujeita a várias condições, entre as quais, a aprovação pela Autoridade da Concorrência.

O grupo britânico JD Sports foi fundado em 1981 e conta com mais de 800 lojas em todo o mundo, segundo a página oficial da empresa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens

Turismo vale 16% da atividade económica portuguesa

Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Défice público cai 59% até ao final de outubro

Marco Schroeder

Marco Schroeder renuncia a cargo de CEO da Oi

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Sport Zone confirma fusão com britânicos para criar número dois ibérico