SportTV junta PT e Zon no futebol

Joaquim Oliveira
Joaquim Oliveira

A nova Sport TV vai ter a Portugal Telecom e a Zon como
acionistas. Numa só operação, todos os direitos desportivos para
televisão e Internet passam a estar totalmente integrados numa só
empresa, que terá três acionistas: a Sportinveste de Joaquim
Oliveira e as duas operadoras. Até agora, estes direitos estavam
separados em várias empresas, onde a Zon (na Sport TV) e a PT (na
Sportinveste Multimedia) tinham posições sem se cruzarem.

No âmbito do acordo agora alcançado, a Sport TV passa a integrar
a gestão dos direitos desportivos na área de televisão e
multimedia (Internet e móvel) para o mercado português. Assim, sob
a mesma estrutura irão ficar os canais premium de desporto da Sport
TV (seis nacionais e três internacionais), mas também os ativos da
Sportinveste Multimedia (direitos desportivos para os new media dos
principais clubes nacionais, entre os quais o Benfica, Sporting e
Futebol Clube do Porto) e a PPTV. Esta última detém os direitos
desportivos “da grande maioria dos clubes de futebol portugueses
até ao final da época desportiva de 2017/2018”.

Na nova Sport TV, que será sujeita a um aumento de capital, a Zon
reduz a sua participação para 25%, obtendo um encaixe financeiro de
cerca de 46 milhões de euros. Já a PT passa a deter 25%, investindo
até 21 milhões de euros. O maior acionista passa a ser a
Sportinveste, com uma posição de 50%. Esta última é detida a 100%
por Joaquim Oliveira, também proprietário da Controlinveste, grupo
do Dinheiro Vivo e do Diário de Notícias.

Contactadas pelo Dinheiro Vivo, Zon, PT e Controlinveste não
quiseram comentar este negócio, que ainda está sujeito à aprovação
da Autoridade da Concorrência (AdC). Além disso, pode-se ler no
comunicado emitido pela Zon, a operação está ainda dependente da
conclusão “de algumas condições contratuais por parte das
entidades envolvidas, nomeadamente a obtenção de financiamento
autónomo pela Sport TV”. Embora sem especificar o montante
necessário.

O que ganham as operadoras

A operação permite à Zon ter a acesso a direitos desportivos
para os new media (Internet e telemóveis), que estavam até agora
nas mãos da Sportinveste Multimedia (onde estava a PT mas não
estava a Zon), que tem participações nas operações multimedia do
Benfi-ca (49%), Sporting e Porto (25%).

No comunicado ao mercado, a operadora cita “ganhos de
eficiência na gestão dos direitos”, o desenvolvimento da TV
tradicional, bem como “das novas plataformas online e móveis de
distribuição de conteúdos desportivos para todos os operadores,
num contexto de uma maior convergência fixo/móvel”.

Já a Portugal Telecom – com a injeção de 21 milhões de euros
no aumento de capital – passa a ter acesso ao cobiçado mercado dos
direitos desportivos, que passam a estar totalmente integrados na
Sport TV e não, como até agora, noutra empresa.

Ao mesmo tempo, pretende-se com esta união uma maior divulgação
internacional dos conteúdos desportivos portugueses. A Sport TV há
muito que tem dado passos no sentido da internacionalização dos
seus canais, com o lançamento dos canais Sport TV África 1 e 2 e a
Sport TV Américas.

Apesar de a operação juntar os dois operadores de
telecomunicações com as maiores operações na área da televisão
paga em termos de clientes, a Zon com a Zon TV Cabo e a PT com o Meo,
no comunicado enviado ao mercado são afastados receios de eventuais
posições dominantes. Os canais Sport TV, afiança a Zon,
“continuarão a estar “disponíveis para todos os
distribuidores do mercado português, sob condições não
discriminatórias”. Não estão, assim, previstas alterações
aos canais oferecidos em plataformas concorrentes como a Cabovisão,
Optimus Clix TV e Vodafone TV.

O acordo também não impede as duas operadoras de integrar
ofertas concorrentes aos canais da Sport TV no seu portefólio. “Este
acordo não inviabiliza que a Zon e a PT distribuam outros canais
desportivos nas suas plataformas”, pode-se ler no comunicado.
Acautelando acordos pré-existentes com outros fornecedores de
conteúdos nesta área.

Liga na Sport TV até 2016

A Zon anunciou ainda que a Sport TV chegou a acordo com a PPTV
(estrutura que, até o negócio passar pelo crivo da AdC, se mantém
independente) relativamente aos jogos das Ligas portuguesas por mais
três anos. Ou seja, os canais desportivos da Sport TV têm
garantidas até ao final da época desportiva de 2015/2016 as
partidas de futebol.

O negócio foi feito, explica a operadora liderada por Rodrigo
Costa, com base num “modelo de remuneração destes direitos de
transmissão alinhado com o nível de receitas geradas pela Sport TV.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Pestana-Casino-Park

Grupo Pestana investe 50 milhões para construir “hotel sustentável” no Algarve

Foto: JOOST DE RAEYMAEKER/LUSA

Angola: João Lourenço “esquece” Portugal na lista de países importantes

Fotografia: Direitos Reservados

Uma nova aliança Portugal-Angola?

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
SportTV junta PT e Zon no futebol