Tecnologia

Stadia: streaming de jogos da Google promete concorrência às consolas

Stadia, plataforma gaming Google

A Google entra no mundo dos jogos, com uma plataforma de streaming de jogos, que permitirá jogar em várias plataformas, com acesso instantâneo.

Pela primeira vez, a Google marcou uma apresentação para a Game Developers Conference. Vem aí a Stadia, uma plataforma de jogos com a marca Google, que promete jogos em várias plataformas, com acesso instantâneo.

Era provavelmente um dos segredos mais mal guardados da indústria tecnológica – a aposta da Google no mercado milionário dos jogos, através de streaming. A Stadia é a nova plataforma da Google para o mundo de gaming, que quer tornar os jogos bem mais acessíveis.

“Queremos fazer uma plataforma de jogos para todos, acessível a todos – e falamos a sério”, explica Sundar Pichai, que explica que continuam a existir barreiras de hardware para quem quer jogar. Para isso, a Google transforma as coisas, numa lógica em que as especificações do computador ou da consola já não são uma peça fulcral para o desempenho dos jogos.

“O data center é a vossa plataforma”, indica a Google. É prometido acesso instantâneo a jogos, em menos de cinco segundos. Durante a demonstração da Google, bastava clicar num vídeo no YouTube para ver o jogo arrancar.

Não são precisos downloads – em palco, a partir de São Francisco, nos Estados Unidos, até era possível passar rapidamente entre dispositivos, com o jogo a acompanhar. Tudo começava num Chromebook, passando depois para um tablet, smartphone e, através de um Chromecast, um jogo num televisor.

No lançamento desta plataforma, a Google explica que estarão disponíveis jogos a 4K e, que, no futuro, almeja também a resolução 8K.

Numa conferência feita para programadores, a tecnológica quer apelar a quem desenvolve jogos para ajudar a expandir esta nova plataforma. A Id Software, responsável pelo desenvolvimento do conhecido jogo Doom, está a trabalhar com a Google. O responsável da Id esteve presente na apresentação da tecnológica, para reforçar que jogo ‘Doom Eternal’ vai estar disponível na Stadia, a 60 fps, em 4K com HDR.

Para acompanhar os jogos, há um periférico: um comando chamado Stadia Controller, com botões para atalhos: um deles leva o utilizador diretamente para o YouTube e outro permite aceder rapidamente ao Google Assistant. Para quê? O assistente digital da Google vai saber em que ponto do jogo é que está – e isto permitirá ter ajuda quando estiver preso em determinado momento do jogo.

Juntar os jogadores no YouTube

No ano passado, foram vistas mais de 50 mil milhões de horas de conteúdos ligados a jogos no YouTube. Se a plataforma de vídeo da Google já juntava os criadores de conteúdos aos subscritores, agora a relação pode bem vir a ser reforçada. MatPat, do canal The Game Theorists, apresentou as potencialidades da plataforma, do ponto de vista dos criadores de conteúdos.

A funcionalidade Crowd Play permitirá colocar os fãs em jogo com os seus criadores favoritos – um botão permitirá a quem está a ver colocar-se na fila para jogar.

A plataforma Stadia chega este ano, primeiro nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e em alguns países da Europa. No verão, a tecnológica promete mais novidades, nomeadamente sobre quais os jogos que vão estar presentes no arranque do serviço.

Leia mais sobre tecnologia em Insider.dn.pt

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Défice de 2018 revisto em baixa uma décima para 0,4% do PIB

Outros conteúdos GMG
Stadia: streaming de jogos da Google promete concorrência às consolas