startups

Startup britânica prevê lançar até 2025 avião híbrido-elétrico de uso pessoal

SAMAD Aerospace

A startup britânica SAMAD Aerospace que prevê começar a operar até 2025 o "Starling Jet", um avião híbrido-elétrico de uso pessoal.

A startup britânica SAMAD Aerospace afirmou hoje em Matosinhos que prevê começar a operar até 2025 o “Starling Jet”, um avião híbrido-elétrico de uso pessoal.

O diretor executivo da empresa, Seyed Mohseni, falava à Lusa à margem de um encontro que decorre no Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (CEiiA), sobre o tema “Urban Air Mobility – UAM”. O evento, realizado no contexto da Associação Europeia de Centros de Investigação em Aeronáutica (EREA), reúne desde quinta-feira e até hoje jovens investigadores dos 15 maiores centros de investigação europeus.

Segundo Seyed Mohseni, um dos principais desafios na área da aeronáutica prende-se com “o tempo”, questão para a qual acredita ter encontrado solução com o avião híbrido-elétrico. “Atualmente, uma viagem de Londres ao Porto demora cerca de cinco horas e meia, sendo que dessas cinco horas, metade são gastas em deslocações até ao aeroporto. Este protótipo vai permitir que a viagem demore apenas duas horas e meia”, frisou.

Durante a apresentação, Seyed Mohseni divulgou ainda um vídeo que ilustrava o interior da aeronave, com capacidade para dez pessoas, a altitude que poderia alcançar e as pistas de aterragem individuais.

Num encontro onde se abordaram os “grandes desafios” que a área da aeronáutica enfrenta, o diretor executivo apontou o problema das certificações, alertando a Comissão Europeia para “o benefício das grandes empresas em prol das pequenas”.

Para Tiago Semedo, responsável pela área de engenharia de produção para os oceanos, aeronáutica e espaço do CEiiA, este encontro “serve para mostrar a vontade de Portugal participar em novas iniciativas” e assim “colocar a bandeira nacional” em projetos europeus, posicionando o país “na vanguarda”.

O evento contou ainda com a presença de Pablo Perez Illana, representante da Comissão Europeia, que durante a sua apresentação abordou o novo projeto para a área de aeronáutica, “Horizon Europe Programme”.

O “Urban Air Mobility-UAM”, que começou na quinta-feira e termina hoje, no CEiiA, no Porto, é o primeiro evento no contexto do EREA que reúne os jovens investigadores europeus e promove o debate sobre as questões da mobilidade aérea urbana.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

BCP

BCP propõe distribuir 30 milhões em dividendos

Miguel Maya, CEO do Millennium Bcp.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Lucro do BCP sobe mais de 60% para 300 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Startup britânica prevê lançar até 2025 avião híbrido-elétrico de uso pessoal