transportes

STCP com prejuízos de 1,8 milhões em 2018

No ano passado, a STCP comprou 40 novos autocarros. Fotografia: Fernando Pereira/Global Imagens
No ano passado, a STCP comprou 40 novos autocarros. Fotografia: Fernando Pereira/Global Imagens

Os autocarros da STCP transportaram, no ano passado, 73,4 milhões de passageiros, Desde 2016, que o número de passageiros têm vindo a crescer

A Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) encerrou o exercício de 2018 com prejuízos de 1,8 milhões de euros, uma evolução positiva de 13 milhões face ao ano anterior. A receita da empresa de transporte público cifrou-se, no último ano, em 47,8 milhões, um aumento de 5% face a 2017. Os autocarros da STCP transportaram 73,4 milhões de passageiros, um crescimento de 1,4%.

Em comunicado, a STCP realça que a tendência de crescimento das receitas verifica-se pelo terceiro ano consecutivo, assim como a de aumento do número de passageiros.

A atividade gerou um EBITDA recorrente 1,9 milhões em 2018, um incremento de 309% face ao exercício transato. O resultado operacional cifrou-se em 5,1 milhões, um aumento de 148%.

No ano passado, a STCP investiu 14,7 milhões de euros, dos quais 14,1 milhões foram aplicados na renovação da frota. A empresa comprou 40 novos autocarros (12 elétricos e 28 a gás natural), sendo que esta aposta insere-se no plano de renovação da frota a concluir até 2021.

Dentro de três anos, estarão ao serviço 274 novas viaturas, entre elétricas e gás natural, que correspondem à renovação de 65% do parque. Para a STCP, este investimento “contribuirá de forma decisiva para a descarbonização do transporte público e a melhoria da qualidade de vida nas cidades onde opera”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
TimVieira_1-1024x683

“Fui quem mais investiu e mais perdeu no Shark Tank. E também quem ganhou mais”

João Lourenço, Presidente de Angola. Fotografia: ESTELA SILVA/LUSA

Dívida externa angolana financiou “enriquecimento ilícito de uma elite”

Lisboa, 12/06/2019 - Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, fotografada esta tarde nos estúdios da TSF, durante uma entrevista 'A Vida do Dinheiro'  TSF/Dinheiro Vivo.
( Gustavo Bom / Global Imagens )

Mariana Vieira da Silva: Repetir a geringonça “é possível e desejável”

Outros conteúdos GMG
STCP com prejuízos de 1,8 milhões em 2018