Sumol +Compal, Delta, Pingo Doce/Recheio. Marcas apoiam reabertura da restauração

Bebidas, cabazes de produtos e vales de descontos são algumas iniciativas levadas a cabo pelas marcas para apoiar a reabertura da restauração que entra nesta segunda-feira numa nova fase.

A Sumol + Compal está a apoiar a reabertura da restauração com a entrega de 1,5 milhões de embalagens aos clientes. Cerca de 10.500 pontos de vendas poderão ser abrangidos por esta iniciativa da empresa de bebidas. Portas Abertas junta-se às ações levadas a cabo pela Delta e o Pingo Doce/Recheio de apoio à reabertura do canal Horeca.

Mais de 10 mil clientes/pontos de venda poderão ser abrangidos por esta iniciativa de apoio ao canal Horeca levada a cabo pela Sumol +Compal. A companhia, à semelhança do que aconteceu o ano passado, quer apoiar o canal Horeca tradicional na reabertura progressiva que, esta segunda-feira tem uma nova fase na maioria dos concelhos do país. A partir de hoje, cafés e restaurantes já podem atender clientes no interior.

"Depois de períodos de confinamento sucessivos queremos afirmar o nosso compromisso com o canal HORECA tradicional neste seu regresso progressivo à atividade, disponibilizando aos nossos clientes da restauração uma série de iniciativas que, estamos em crer, vão contribuir para a geração de tráfego e aumento do negócio. Somos parte integrante do tecido de produção nacional, e é com esse foco que queremos contribuir para o retomar de um setor vital para a Sumol+Compal enquanto empresa e para o nosso país", disse Diogo Pereira Dias, Administrador do Grupo Sumol+Compal, citado em nota de imprensa.

Saiba mais aqui

No âmbito do Programa Portas Abertas, a companhia vai oferecer "1,5 milhões de embalagens aos seus clientes da área da restauração tradicional, das quais meio milhão serão de inovações com fruta de origem nacional". A iniciativa passa igualmente pelo "relançamento de programas de geração de tráfego, pelo reforço na instalação de esplanadas de marca, pela flexibilização de crédito e pela promoção da circularidade da economia nacional através da oferta de novos produtos com frutas de origem portuguesa, como é o caso dos dois novos sabores da marca Compal, Maçã de Alcobaça e Figo da Piteira do Alentejo".

"Este apoio está a ser feito junto de um conjunto alargado de clientes da Sumol+Compal pertencentes ao Horeca tradicional. São pontos de venda independentes, micro e pequenas empresas para quem o impacto deste confinamento foi especialmente difícil", refere fonte oficial da empresa quando questionada pelo Dinheiro Vivo sobre as condições de acesso a este apoio.

"Não existe uma compra obrigatória de produto associada, é uma oferta feita com um espírito simples de ajuda à retoma dos nossos parceiros", diz ainda. "Estimamos uma abrangência de cerca de 10.500 clientes."

Cabazes e vales de desconto

A Sumol + Compal não é a única empresa que avançou com iniciativas de apoio à reabertura do Horeca. A Delta, por exemplo, vai entregar cabazes - com produto do grupo Nabeiro - aos pontos de venda, em troca de compra de 10 kg de café.

Já o Pingo Doce e o Recheio - cadeias do grupo Jerónimo Martins - optaram pela entrega de 2 milhões em vales de desconto. Em cada 50 euros de compras no Pingo Doce, os clientes ficam com um vale de desconto de 5 euros que podem depois entregar a um café ou restaurante à sua escolha. Esse vale terá depois ser usado em compras no Recheio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de