estudo

Mercadona ‘esmaga’ concorrência em 2017. Grupo está a chegar a Portugal

(DR)
(DR)

Cadeia espanhola, que está a caminho de Portugal, cresceu mais do que ninguém no setor e quase triplicou a quota do seu concorrente mais próximo.

A Mercadona, que recentemente anunciou a chegada a Portugal, com a abertura de quatro espaços prevista para 2019, parece estar isolada no setor do consumo. Ao longo de 2017, a cadeia espanhola registou um crescimento quase abismal face à concorrência em Espanha, tendo ficado perto de triplicar a quota de mercado em relação ao seu concorrente mais próximo, segundo um estudo da consultora Kantar, que estuda os comportamentos de consumo do povo espanhol.

Olhando para a análise, é notável o distanciamento da Mercadona sobre outros grupos como os franceses da Auchan, dona do Carrefour, o Lidl, o Grupo Dia e o Grupo Eroski. Desta forma, a marca de retalho alimentar espanhola, que tem quase 1700 espaços (1.626, no total) em Espanha (e futuramente em Portugal), detém atualmente uma quota do mercado espanhol superior a 24%.

Cuota de mercado de retailers en España

Segundo o especialista em distribuição da Kantar, Florencio García, a Mercadona está a “tornar-se cada vez mais numa loja de moda” em Espanha. Na base do sucesso da Mercadona está, segundo a análise da Kantar, a “constante renovação e modernização dos espaços”, juntamente com “a forte aposta nos produtos frescos” uma vez que, ainda de acordo com os dados recolhidos pela consultora, a Mercadona vende 20% de todos os produtos frescos consumidos em Espanha.


Veja também Mercadona já está a contratar e oferece formação em Espanha


É de recordar que, em 2019, a cadeia espanhola tem prevista a abertura de quatro supermercados da marca em Portugal, que estão a ser construídos em Matosinhos, Maia, Gondomar e Vila Nova de Gaia, pelo que já decorre um processo de recrutamento para estas unidades retalhistas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Mercadona ‘esmaga’ concorrência em 2017. Grupo está a chegar a Portugal