Dinheiro Vivo TV

Take Away. Encomendas da Páscoa no Pingo Doce aumentam mais de 20%

A carregar player...

No primeiro trimestre o negócio da Meal Solutions cresceu 10%. Unidade vai abrir no verão uma nova cozinha central em Aveiro com cerca de 7 mil metros

Mal acaba o ano, o chef Vítor Esteves começa a pensar na ementa da Páscoa do Pingo Doce. A época é um do momentos fortes da unidade Meal Solutions, que assegura a produção de refeições para a venda de refeições e take away nas mais de 400 supermercados e mais de 30 restaurantes cadeia do grupo Jerónimo Martins. Este ano as encomendas aumentaram mais de 20%.

“Vamos assistir a um crescimento da produção, mas acima de tudo do número de encomendas. Estamos a registar e naquilo que podemos medir até agora um grande aumento de encomendas feitas através do nosso site e da nossa linha de atendimento telefónica. Há um grande crescimento nestes canais. A nossa expectativa é que as 50 toneladas (produzidas o ano passado) se venham a transformar em números substancialmente superiores, com certeza com crescimento a dois dígitos”, antecipava João Freitas, diretor da Meal Solutions, ao Dinheiro Vivo, ainda antes do fecho das encomendas para época da Páscoa.

As previsões confirmaram-se: um crescimento de mais de 20% no número de encomendas face à Páscoa do ano anterior. Bacalhau na Broa (uma das novidades) foi o produto mais vendido, o cabritinho assado e o pudim de ovos fecham o top 3 da encomendas nesta época.

Depois do Natal e Ano Novo, seguido dos meses e julho e agosto (período de férias onde as pessoas estão menos predispostas a cozinhar), a Páscoa é uma das épocas mais relevantes para a unidade Meal Solutions do Pingo Doce.

O ano passado as três cozinhas do Pingo Doce (Odivelas, Aveiro e Gaia) produziram 50 toneladas de comida, mais 12% do que em relação a 2017. Parte das dez mil toneladas de comida, sopas e sobremesas produzidas em 2018, mais 5% do que face ao ano anterior, muito com o contributo do Natal e Ano Novo.

“Tivemos um crescimento de cerca de 40% na campanha de Natal e Ano Novo, acreditamos que, não só por ser uma tendência de consumo, mas porque oferecemos produto de belíssima qualidade a um preço acessível, acreditamos que com o passa palavra as pessoas vão voltar e aderir ainda mais a este serviço, que no mercado da grande distribuição em Portugal é um serviço que só nós podemos proporcionar”, frisa João Freitas.

Receitas de take away a crescer dois dígitos

O grupo Jerónimo Martins não releva valores de receitas da unidade Meal Solutions, mas em 2018 esta área de negócio registou um crescimento de cerca de 10%.

Uma evolução que acompanha a tendência do mercado de take away na grande distribuição. Globalmente, o take away gerou mais de 180 milhões de receitas para os hiper e supermercados nacionais, mais 11% do que face a 2017, segundo dados da Nielsen. A Páscoa representou 12,9 milhões desse montante, um aumento de 13%.

Números reveladores do aumento da procura dos consumidores por soluções de comida pronta ou pré-confeccionada que desde 2017, já aumentou mais de 20%, de acordo com números da Nielsen.

2019 dá sinal de continuar no mesmo caminho. “No primeiro trimestre notamos um crescimento na mesma linha do ano passado, na ordem dos 10%”, diz João Freitas, sobre os resultados no Pingo Doce.

Para sustentar estes níveis de crescimento, a cadeia planeia abrir este verão, tal como avançou em primeira mão o Dinheiro Vivo, uma nova cozinha em Aveiro (aumentando área de 700 para 7 mil metros quadrados), aumentando capacidade de produção.

E vai continuar a apostar na área de take away com as novas lojas, bem como expansão da cadeia de restaurantes. “Abrimos o nosso 33 restaurante em Póvoa do Varzim no hipermercado da Póvoa. Quisemos testar modelo de de restauração diferente no sentido em que é um modelo aberto, uma zona bonita e confortável da loja”, diz.

O espaço tem capacidade para mais de 200 lugares. “É um restaurante que tem muitas novidades: uma secção de vinhos e tapas, onde um grupo de amigos ou família pode ir fazer as suas compras petiscar, tomar um copo de vinho passar ali um momento agradável, ou quando chega ou quando faz as suas compras”, descreve. Zona de grelhados, de sabores italianos (massas, pizas), saladas e também sushi. Nesta área, a cadeia tem uma parceria com a cadeia internacional Sushi Daily. Quatro dos cinco previstos para este ano já abriram, o mais foi em Almancil.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(TIAGO PETINGA/LUSA)

Procuram-se especialistas para indústria em alto voo

LISBOA, 02/05/2019  - Convidado do programa “A Vida do Dinheiro” - António Bernardo
(João Silva/Global Imagens)

António Bernardo: “O modelo económico e social europeu é um modelo de futuro”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Take Away. Encomendas da Páscoa no Pingo Doce aumentam mais de 20%