Talkdesk quer contratar 50 recém-licenciados e mestres com programa Tech Dojo

Já arrancaram as inscrições para a terceira edição do Tech Dojo, focado na integração de recém-licenciados e mestres.

A Talkdesk, empresa portuguesa que desenvolve software na cloud para centros de contacto, abriu as inscrições para a terceira edição do programa Tech Dojo, focado em talento acabado de sair das instituições de ensino. Pela primeira vez, o programa Tech Dojo arrancará de forma remota.

"O Tech Dojo tem como objetivo fazer uma imersão do talento de novos graduados na empresa e colocar os participantes em projetos reais - nos domínios de desenvolvimento de software, qualidade e testes, ciência de dados e desenvolvimento de operações, segurança e suporte –, acompanhados por engenheiros seniores e conhecedores das diferentes tecnologias, para que, no fim de um período de 6 meses, possam integrar a empresa de forma permanente", explica a Talkdesk, em comunicado.

O programa decorrerá de forma remota, uma vez que a Talkdesk irá manter as equipas em teletrabalho até ao final do ano. Com o Tech Dojo online, esta será a primeira vez em que os participantes não precisarão de estar nas cidades onde a empresa tem escritórios para participar neste programa, alargando o leque de possibilidades.

"Faremos um onboarding totalmente remoto, do qual fará parte um período inicial de cerca de três semanas intensivas de aulas online. Serão, depois, imediatamente integrados nas respetivas equipas, onde irão implementar o que aprenderam e contribuir para o desenvolvimento de novos produtos”, indica Francisca Matos, talent director da Talkdesk para Lisboa e Porto.

As candidaturas dividem-se de acordo com os diferentes períodos de fim de curso. Neste momento, decorrem online as candidaturas da primeira fase. No total, a empresa pretende recrutar 50 novos talentos até ao fim do ano, para a região EMEA (Europa, Médio Oriente e África).

A Talkdesk pretende recrutar 300 profissionais, com diferentes experiências e de diversas partes do mundo, até ao fim de 2020, com o objetivo de alcançar os 1000 colaboradores em I&D (investigação e desenvolvimento).

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de