TAP e Beijing Capital Airlines estreiam voos em code-share

A TAP e a Beijing Capital Airlines iniciaram esta terça-feira voos em code-share. Primeira ligação direta entre Portugal e China começa a 26 de julho.

A Beijing Capital Airlines, do grupo HNA, e a TAP, iniciaram esta terça-feira um acordo de code-share que vai permitir reforçar as ligações dos passageiros que voam a partir de Lisboa com destino à China ou da China com destino a Portugal.

Com esta oferta de serviços em code-share entre as duas companhias aéreas a TAP passa a colocar o seu código em voos da transportadora aérea chinesa na primeira ligação direta entre Portugal e a China (Pequim). Para quem necessite de viajar para outras zonas do país, a Beijing Capital e a Hainan Airlines oferecerão ligações a Xangai, cantão, Hong Kong, Fuzhou, Xiamen, Qingdao, Wuhan ou Macau.

Da mesma forma, a parceria com a TAP permitirá à Beijing Capital Airlines permitirá colocar o seu código em voos TAP em ligação com os seus serviços. Numa primeira fase estarão em causa os voos entre Lisboa e Casablanca, mas numa seguida fase, serão também abrangidas as cidades do Porto, Faro e Funchal, e Madrid.

Fernando Pinto, presidente executivo da TAP, não tem dúvidas de que este acordo irá trazer " grandes vantagens para aqueles que querem viajar entre a China e Portugal" e será também uma forma de "intensificar as relações entre os dois países, seja através do turismo ou dos negócios. A TAP e a sua rede saem sem dúvida reforçadas com esta parceria.”

É que, além da TAP passar a oferecer novos serviços para o mercado asiático, os passageiros que viajem até Lisboa a partir de Pequim terão disponíveis ligações para os destinos para onde a companhia aérea portuguesa opera. Os mais privilegiados serão, no entanto, Accra, S. Tomé, Dakar e Praia, S. Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Miami, Boston de Nova Iorque.

Dentro de pouco tempo está ainda prevista a interligação dos programas de fidelização Victoria e Fortune Wings Club, que passarão a oferecer aos respetivos clientes acumulação de milhas nas redes de destinos de ambas as companhias.

Este acordo e a ligação direta entre Lisboa e Pequim (com início marcado para 26 de julho) ocorre numa altura em que o número de turistas tem reforçado o seu peso em Portugal. No ano passado, o turismo proveniente da China aumentou 19% face ao ano anterior e esperam-se crescimentos elevados este ano.

 

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de