TAP lidera reclamações de passageiros junto da AirHelp

Os recentes cancelamentos e atrasos da TAP fizeram aumentar exponencialmente o número de reclamações junto da AirHelp, uma startup internacional criada para ajudar os passageiros a reclamar e a receber as respectivas indemnizações junto das companhias aéreas.

Com pouco mais de dois meses, esta empresa tem tido uma forte procura por parte dos passageiros que viram os seus voos cancelados e, de acordo com a responsável em Portugal, os cancelamentos e atrasos na TAP são já o maior fator de crescimento da empresa.

De acordo com os dados cedidos ao Dinheiro Vivo, "enquanto antes as reclamações diziam respeito sobretudo à British

Airways, SAS ou Lufthansa, agora é a TAP que domina o ranking". É já "a transportadora com mais reclamações na nossa base de dados nas últimas semanas", explicou Maria Tavares, representante do portal em Portugal.

Desde o início do verão que a TAP tem tido dificuldades em responder ao aumento da procura, reforços de rotas e abertura de novos serviços, numa altura em que os novos aviões esperados para junho e julho ainda não chegaram.

Os maiores problemas - atrasos e cancelamentos - têm sido sentidos nas rotas europeias mas, de acordo com a companhia aérea, até ao final deste mês a normalidade deverá ser reposta.

O presidente da TAP, Fernando Pinto, também já deixou a promessa de que a normalidade da operação será retomada até ao mês de agosto. "É um custo do crescimento. Vamos ultrapassar todos estes problemas que temos e chegar lá com uma empresa ainda mais forte", afirmou o responsável.

Como reclamar de um atraso ou cancelamento?

Os clientes que sofreram atrasos ou cancelamentos de voos e consideram que devem ser reembolsados pela companhia podem contactar a AirHelp, que ajudará a fazer a ponte com a empresa de aviação.

Para isto têm apenas de preencher um formulário colocado no portal da empresa e na sua aplicação móvel. Ao seu dispor a empresa colocará advogados e especialistas no tema e, se o pedido for bem sucedido, será cobrada uma comissão de 25%.

A regra diz apenas que os serviços da AirHelp funcionam para voos a partir da Europa ou para a Europa. Saiba mais sobre a empresa aqui.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de