TAP não corta voos para Caracas, mas tripulação dorme em Curaçao

A tripulação que serve os voos para a Venezuela estão a ficar em Curaçao, país das Antilhas. Companhia quer voltar à normalidade "logo que possível"

As tripulações dos voos da Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) com destino a Caracas têm ficado hospedadas em Curaçao, país das Antilhas, confirmou hoje uma fonte da companhia, garantindo que os voos para a capital venezuelana vão manter-se.

"Confirmamos que as tripulações têm ficado em Curaçao", disse uma fonte oficial da TAP à Lusa, assegurando que o objetivo da companhia aérea é "manter a operação para Caracas".

A capital da Venezuela tem sido assolada por manifestações diárias contra e a favor do Presidente Nicolas Maduro, e atravessa um período de forte instabilidade política, agravada pelas eleições de domingo de uma assembleia constituinte, e crise económica.

Questionada especificamente sobre se esta alteração tem a ver com a instabilidade na capital da Venezuela, a porta-voz da TAP respondeu: "É uma questão operacional interna em temos de gestão de tripulação", escusando-se a adiantar mais pormenores. "Logo que possível por gestão de tripulações voltamos a ficar em Caracas", afirmou.

As companhias áreas Delta, Ibéria e Air France, entre outras suspenderam nos últimos dias voos para Caracas.

A convocatória para a eleição de domingo foi feita em 01 de maio pelo Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com o principal objetivo de alterar a Constituição em vigor, nomeadamente os aspetos relacionados com as garantias de defesa e segurança da nação, entre outros pontos.

A oposição venezuelana acusa o Presidente de pretender usar a reforma para instaurar no país um regime cubano e perseguir, deter e calar as vozes dissidentes.

Pelo menos dez pessoas morreram, na sequência de confrontos, durante a jornada eleitoral, indicou o Ministério Público venezuelano.

Mais de cem pessoas foram mortas nos protestos antigovernamentais que têm agitado a Venezuela desde o passado dia 01 de abril.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de