aviação

Antonoaldo Neves: TAP terá de ser “incansável” em 2019

Antonoaldo Neves, CEO da TAP

A pontualidade em 2018 foi "vergonhosa e eu não tenho vergonha de dizer isso", disse o CEO da TAP, Antonoaldo Neves.

O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, disse esta terça-feira que, em 2019, a transportadora terá de ser “incansável na busca de uma experiência melhor” para os clientes, falando durante um encontro de Natal com trabalhadores.

Face à abertura de novas rotas e à chegada de seis novos Airbus este ano e “alcançando 37 novas aeronaves até ao final do próximo ano e 71 até 2025”, Antonoaldo Neves salientou que, em 2019, a empresa tem de ser “incansável na busca de melhoria da qualidade de vida” dos seus trabalhadores, assim como “na busca de uma experiência melhor” para os clientes.

“A responsabilidade é enorme: nós não temos só mais de 11 mil famílias, de certa forma carregamos Portugal nas asas, poucas companhias têm o privilégio de dizer isso, 2% do PIB [produto interno bruto] de Portugal passa pela TAP, quatro milhões de turistas vêm a Portugal pela TAP, dos 16 [milhões] que transportamos”, referiu.

Antonoaldo Neves reforçou ainda a importância da ligação entre a Europa, África e o Atlântico, e disse que 57% dos clientes da TAP “não ficam em Portugal, e isso é maravilhoso, porque sem esses não existiam os outros 43%”.

A pontualidade em 2018 foi “vergonhosa e eu não tenho vergonha de dizer isso, é preciso olhar no espelho para saber onde a gente precisa melhorar”, admitiu o presidente executivo da transportadora que classificou este tema como “importantíssimo”. “2018 foi um ano de grandes conquistas, novas aeronaves, fizemos acordos sindicais que nunca foi possível serem feitos antes, conquistámos cinco anos de paz laboral, retribuímos aos nossos trabalhadores”, salientou ainda.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

SaudiAramco

Petrolífera Aramco consegue maior entrada em bolsa da história

Outros conteúdos GMG
Antonoaldo Neves: TAP terá de ser “incansável” em 2019