TAP volta a voar para o Brasil e Reino Unido

O governo decidiu que os voos do Brasil e Reino Unido passam a ser permitidos para viagens essenciais. A TAP retoma assim a ligação para estes destinos.

A TAP vai voltar a voar para o Brasil e Reino Unido. A companhia aérea, em comunicado, nota que "com o levantamento da suspensão dos voos com origem ou destino no Brasil e no Reino Unido, a TAP retoma a sua operação, a partir desta sexta-feira, garantindo a mobilidade aérea entre Portugal e os dois países".

A transportadora aérea pretende, assim, durante o mês de abril realizar um total de 25 voos semanais para o Brasil: dois para Brasília, dois para Belo Horizonte, três para Fortaleza, seis para o Rio de Janeiro (um com partida do Porto), seis para São Paulo, dois para Recife, dois para Recife/Maceió e dois para Salvador.

No que diz respeito às ligações para o Reino Unido, a TAP "espera operar 15 frequências semanais para Londres Heathrow".

O ministério da Administração Interna anunciou esta sexta-feira que os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão ser permitidos para viagens essenciais, mantendo-se as medidas restritivas do tráfego aéreo devido à pandemia.

"No contexto da situação epidemiológica provocada pelo vírus SARS-CoV-2, o Governo decidiu prolongar, durante o período de estado de emergência que hoje se inicia, as medidas restritivas do tráfego aéreo", precisa o MAI, sublinhando que "é levantada a suspensão dos voos com origem ou destino no Brasil e no Reino Unido, apenas para viagens essenciais", situação que já acontecia com os voos provenientes de países terceiros".

O Ministério tutelado por Eduardo Cabrita refere que os passageiros dos voos originários da África do Sul, Brasil ou dos países com uma taxa de incidência de covid-19 igual ou superior a 500 casos por 100 000 habitantes têm de cumprir, após a entrada em Portugal continental, um período de isolamento profilático de 14 dias, no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde.

Assim, a TAP recorda, em comunicado, que os "passageiros que cheguem a território nacional por via aérea (com exceção de crianças com menos de 24 meses de idade) têm de apresentar um comprovativo de realização de teste laboratorial RT-PCR à Covid-19, com resultado negativo, realizado 72 horas anteriores ao momento do embarque".

Além disso, os passageiros que venham do Brasil têm de cumprir um período de isolamento profilático de 14 dias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de