transportes

Táxis: Câmara de Lisboa quer tarifa única para aeroporto

Filas de táxis nas chegadas do Aeroporto Humberto Delgado em Lisboa. (Filipa Bernardo / Global Imagens)
Filas de táxis nas chegadas do Aeroporto Humberto Delgado em Lisboa. (Filipa Bernardo / Global Imagens)

Município liderado por Fernando Medina retoma proposta dos taxistas de 2015. Parte da tarifa é para criar fundo para táxis.

A Câmara de Lisboa quer criar uma tarifa única para as viagens a partir do aeroporto Humberto Delgado para o centro da cidade. Esta é a proposta que está a ser discutida nas alterações ao regulamento para o funcionamento das praças de táxi do aeroporto e do terminal de cruzeiros. O cenário já esteve em cima da mesa em 2015 mas acabou por não avançar. O município diz ainda que parte desta tarifa servirá para criar um fundo para táxis. Está excluída a criação de uma taxa de um euro.

“O que tem vindo a ser discutido como hipótese, no regulamento para o funcionamento das praças de táxi do Aeroporto Humberto Delgado e do Terminal de Cruzeiros do Porto de Lisboa, é a simplificação da tarifa do aeroporto, convergindo para uma lógica de tarifa única para toda a cidade”, refere a nota de imprensa divulgada esta sexta-feira pelo município.

Dentro desta tarifa, explica a autarquia, “uma pequena parcela poderá financiar um fundo de modernização do setor do táxi da cidade de Lisboa (medida que a autarquia considera muito positiva)”.

A câmara desmente que seja criada uma taxa – ao contrário do que foi noticiado esta sexta-feira – porque este fundo servirá para financiar o setor do táxi. A “aquisição de viaturas elétricas ou plug-in, e respetivas infraestruturas de carregamento, entre outros serviços que contribuam para a descarbonização dos táxis e possam melhorar o dia-a-dia dos taxistas da cidade de Lisboa” são algumas das possibilidades de investimento para este fundo.

A autarquia refere ainda que a criação desta tarifa “está a ser discutida entre as concessionárias dos terminais (a ANA-Aeroportos e o Porto de Lisboa), a ANTRAL e a Federação Portuguesa do Táxi, tendo sido ouvido, também num primeiro momento, o Governo”. A convenção de preços dos táxis é fixada pela Direção-Geral das Atividades Económicas.

A proposta de 2015

Em 2015, as associações de taxistas propuseram a criação de uma tarifa única para que cada serviço efetuado a partir do terminal de chegadas passasse a custar, no mínimo, 20 euros, para um percurso de até 14,8 quilómetros.

Por exemplo, se viagem do aeroporto tivesse como destino o Marquês de Pombal, a 7,8 quilómetros, pagaria sempre o mesmo preço, de 20 euros. O cliente apenas pagaria um valor superior, se a deslocação ultrapassasse os tais 14,8 quilómetros é que seria aplicadas as tarifas normais por quilómetro, de 47 cêntimos, escreveu em maio de 2015 o Dinheiro Vivo.

Leia mais: Do aeroporto até ao centro: saiba quanto custa o táxi em 19 cidades

A proposta, na altura, até já teria o pré-acordo entre associações de táxis, a ANA-Aeroportos e o município. Mas nunca chegou a ser assinada.

A existir uma tarifa única entre o aeroporto e o centro da cidade de Lisboa, a capital portuguesa irá acompanhar o caminho seguido por cidades como Madrid e Atenas, por exemplo.

Na capital espanhola, por exemplo, o táxi entre o aeroporto de Barajas e o centro da cidade custa entre 20 e 30 euros, conforme o terminal escolhido.

(Notícia atualizada às 16h01 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)

Portugal é campeão na venda de carros elétricos, mas falta rede de carregamento

Huawei | Google | Android

Smartphones Huawei vão ser atualizados, garante a marca

Fotografia: Pedro Rocha/ Global Imagens

Taxa turística já rende 30 milhões às câmaras. É uma subida de 56%

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Táxis: Câmara de Lisboa quer tarifa única para aeroporto