transportes

Táxis: Câmara de Lisboa quer tarifa única para aeroporto

Filas de táxis nas chegadas do Aeroporto Humberto Delgado em Lisboa. (Filipa Bernardo / Global Imagens)
Filas de táxis nas chegadas do Aeroporto Humberto Delgado em Lisboa. (Filipa Bernardo / Global Imagens)

Município liderado por Fernando Medina retoma proposta dos taxistas de 2015. Parte da tarifa é para criar fundo para táxis.

A Câmara de Lisboa quer criar uma tarifa única para as viagens a partir do aeroporto Humberto Delgado para o centro da cidade. Esta é a proposta que está a ser discutida nas alterações ao regulamento para o funcionamento das praças de táxi do aeroporto e do terminal de cruzeiros. O cenário já esteve em cima da mesa em 2015 mas acabou por não avançar. O município diz ainda que parte desta tarifa servirá para criar um fundo para táxis. Está excluída a criação de uma taxa de um euro.

“O que tem vindo a ser discutido como hipótese, no regulamento para o funcionamento das praças de táxi do Aeroporto Humberto Delgado e do Terminal de Cruzeiros do Porto de Lisboa, é a simplificação da tarifa do aeroporto, convergindo para uma lógica de tarifa única para toda a cidade”, refere a nota de imprensa divulgada esta sexta-feira pelo município.

Dentro desta tarifa, explica a autarquia, “uma pequena parcela poderá financiar um fundo de modernização do setor do táxi da cidade de Lisboa (medida que a autarquia considera muito positiva)”.

A câmara desmente que seja criada uma taxa – ao contrário do que foi noticiado esta sexta-feira – porque este fundo servirá para financiar o setor do táxi. A “aquisição de viaturas elétricas ou plug-in, e respetivas infraestruturas de carregamento, entre outros serviços que contribuam para a descarbonização dos táxis e possam melhorar o dia-a-dia dos taxistas da cidade de Lisboa” são algumas das possibilidades de investimento para este fundo.

A autarquia refere ainda que a criação desta tarifa “está a ser discutida entre as concessionárias dos terminais (a ANA-Aeroportos e o Porto de Lisboa), a ANTRAL e a Federação Portuguesa do Táxi, tendo sido ouvido, também num primeiro momento, o Governo”. A convenção de preços dos táxis é fixada pela Direção-Geral das Atividades Económicas.

A proposta de 2015

Em 2015, as associações de taxistas propuseram a criação de uma tarifa única para que cada serviço efetuado a partir do terminal de chegadas passasse a custar, no mínimo, 20 euros, para um percurso de até 14,8 quilómetros.

Por exemplo, se viagem do aeroporto tivesse como destino o Marquês de Pombal, a 7,8 quilómetros, pagaria sempre o mesmo preço, de 20 euros. O cliente apenas pagaria um valor superior, se a deslocação ultrapassasse os tais 14,8 quilómetros é que seria aplicadas as tarifas normais por quilómetro, de 47 cêntimos, escreveu em maio de 2015 o Dinheiro Vivo.

Leia mais: Do aeroporto até ao centro: saiba quanto custa o táxi em 19 cidades

A proposta, na altura, até já teria o pré-acordo entre associações de táxis, a ANA-Aeroportos e o município. Mas nunca chegou a ser assinada.

A existir uma tarifa única entre o aeroporto e o centro da cidade de Lisboa, a capital portuguesa irá acompanhar o caminho seguido por cidades como Madrid e Atenas, por exemplo.

Na capital espanhola, por exemplo, o táxi entre o aeroporto de Barajas e o centro da cidade custa entre 20 e 30 euros, conforme o terminal escolhido.

(Notícia atualizada às 16h01 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Créditos ruinosos da Caixa nas mãos do Ministério Público

A330-900 neo

A330 neo. Associação de pilotos quer ouvir especialistas na Holanda

Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Outros conteúdos GMG
Táxis: Câmara de Lisboa quer tarifa única para aeroporto