Amazon compra dona dos aspiradores Roomba por 1,7 mil milhões

A iRobot passa a fazer parte do universo crescente de eletrodomésticos dentro da Amazon

Os aspiradores inteligentes Roomba vão passar a fazer parte da família Amazon, com a aquisição da fabricante iRobot pela gigante do comércio eletrónico por 1,7 mil milhões de dólares. O negócio, anunciado pela Amazon, tem o potencial de fortalecer a posição da empresa no mercado de eletrodomésticos inteligentes, juntando a popular assistente digital Alexa aos aspiradores autónomos da iRobot.

Esta é a quarta maior aquisição de sempre da Amazon, depois de compras avultadas nos últimos cinco anos (a cadeia de supermercados Whole Foods está no topo, com uma aquisição de 13,7 mil milhões).

"Sabemos que poupar tempo é importante e as tarefas domésticas ocupam tempo precioso que pode ser passado a fazer coisas que os clientes adoram", disse o vice-presidente sénior de Amazon Devices, Dave Limp, no comunicado do acordo. "Ao longo de muitos anos, a equipa iRobot provou a sua capacidade de reinventar como as pessoas fazem limpezas com produtos que são incrivelmente práticos e inventivos", continuou.

O CEO da iRobot, Colin Angle, disse estar "muito entusiasmado" pela oportunidade de fazer parte da Amazon, que "partilha" a paixão por construir inovações consideradas e importantes para os clientes.

Mas para lá de todo este entusiasmo, o negócio - 61 dólares por ação - levantou sobrolhos entre os críticos do império Amazon, que apontaram para a compra da iRobot como mais uma forma de a empresa descobrir mais informações sobre os clientes.

"A última coisa de que os americanos e o mundo precisam é a Amazon a aspirar ainda mais da nossa informação pessoal", disse Robert Weissman, presidente do grupo de direitos do consumidor Public Citizen, citado pela rádio NPR.

"Isto não é apenas sobre a Amazon a vender outro aparelho no seu site", apontou. "Isto é a empresa a ganhar ainda mais detalhes íntimos das nossas vidas para ganhar uma vantagem de mercado injusta e vender-nos ainda mais coisas."

O mercado pareceu anuir ao negócio. As ações da iRobot valorizaram 19,10% na sessão de sexta-feira, embora as da Amazon tenham caído 1,24%.

O ceticismo que pode rondar o negócio advém das pressões regulatórias, com os legisladores nos Estados Unidos e noutros países envolvidos em investigações sobre alegados abusos de poder da Amazon. A compra da iRobot e o acesso ao seu arsenal de robótica inteligente pode agravar as preocupações com o domínio da Amazon e o esmagar dos seus concorrentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de