Após queda livre de 30%, tweet de Elon Musk ajuda bitcoin (e companhia) a recuperar

Mercado das criptomoedas perdeu 34% do valor numa semana. Hoje chegaram a estar a perder entre 44% (bitcoin) a 64% (bitcoin cash) do seu valor, mas o 'influenciador' Elon Musk ajudou a uma pequena recuperação. Tesla pode estar a perder dinheiro com o seu investimento em 1,5 mil milhões de dólares em bitcoin.

Em apenas uma semana, a bitcoin já caiu mais de 34% (durante o dia de hoje chegou estar a cair 44% face ao valor da última quarta-feira), o ethereum (outra criptomoeda popular) caiu 37% (durante o dia de hoje chegou a cair 45%) e a bitcoin cash já perdeu 46% do seu valor (chegou a perder 64% durante do dia de hoje). No somatório das criptomoedas, o mercado caiu 34% - de 2,56 mil biliões de dólares para os 1,7 biliões (dados do CoinMarketCap).

O ponto de partida foi dado por Elon Musk, no Twitter, na passada quarta-feira, 12 de maio, mas a queda livre de hoje também está relacionada com a China que, de acordo com a Reuters, proibiu a utilização da criptomoeda em bancos e sistemas de pagamento com este tipo de moedas digital.

Vamos ao historial da queda livre em sete dias.

No tal dia 12 de maio, Musk anunciava que a Tesla ia deixar de aceitar bitcoin pelos potenciais malefícios da criptomoeda para o meio ambiente (consumo de energia elétrica para a mineração).

No domingo passado, novo tweet de Musk fez a bitcoin afundar mais 8 a 10% (outras criptomoedas perderam mais do que isso) quando dava a entender que a Tesla já teria vendido a bitcoin que comprou no início do ano (algo desmentido depois por Musk).

esta quarta-feira, o tal anúncio na China (que passa a proibir criptomoeda em bancos e sistemas de pagamento, embora permite uso pessoal), intensificou a queda livre da bitcoin, que chegou a perder 30% num só dia. Se formos a outras criptomoedas as quedas são mais acentuadas: a Bitcoin Cash chegou a perder 49% do valor num só dia, enquanto a a Ethereum chegou a perder 41%.

Elon Musk, o maior influenciador do setor (como analisámos no podcast Made in Tech), foi esta tarde ao Twitter tentar ajudar a travar, em parte, a sangria. Primeiro, indicou que "a Tesla tem (símbolo de diamante e o de mãos seguras)", uma mensagem interpretada em como vai manter a posse da bitcoin (e criptomoedas). Depois ainda deu crédito ao líder financeiro da Tesla.

Pode ouvir a análise no podcast Made in Tech

Ouça e subscreva em: Apple Podcasts | Spotify | Google

Aceda a todos os episódios do Made in Tech (sobre criptomoedas; exploração espacial; guerra Austrália-Facebook com entrevista ao pai do código australiano; Clubhouse; ciência na pandemia; impostos digitais com Margrethe Vestager; ensino à distância): dinheirovivo.pt/podcast/made-in-tech

Resultado dos tweets de Elon Musk? A bitcoin recuperou (para perdas de 14% nas últimas 24h, em vez dos 30%), e o mesmo no Ethereum (dos 42% para perdas de 19%) e no Bitcoin Cash (dos 49% para os 27%).

Ainda assim, é fácil encontrar nos últimos dias mensagens de ódio em resposta aos tweets de Elon Musk, pelos anúncios recentes terem ajudado as criptomoedas a perder valor - Musk tem apoiado de forma clara a criptomoeda criada como piada e que já disparou mais de 10 000% em valor desde janeiro, Dogecoin).

Se comprou bitcoin na mesma altura em que anunciou ter adquirido 1,5 mil milhões de dólares em bitcoin, a 8 de fevereiro, a Tesla terá perdido 69 milhões de dólares desde essa altura. Sendo que chegou a estar a ter 939 milhões de dólares de lucro (quando a bitcoin superou os 63 mil dólares, a 13 de abril, 62,62% acima do valor que tinha quando a Tesla o terá comprado).

Nesta altura o bitcoin vale 37065 dólares, mas no dia de hoje já esteve a valer 32129 dólares, o que indica que os 1,5 mil milhões da Tesla nessa altura valeriam apenas 1,2 mil milhões.

Entretanto, um dos gigantes a negociar criptomoedas, a Coinbase, revelou à Axios esta tarde que vai lançar o que chama de "operação de média" onde tentará ter uma espécie de publicação e, para isso, estará a negociar com jornalistas para liderar o esforço. No entanto, admitem que a nova área estará sob a alçada do departamento de marketing.

Tem sido frequente empresas de criptomoedas terem áreas de informação financeira, algo que também pode ser visto como forma de evitar o pânico nos investidores como o que se viu na última semana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de