Apple lança iMac às cores (à antiga) e iPad Pro 5G com chip M1. AirTags vão localizar tudo

Gigante tech apresentou novos produtos com o seu processador M1, dos novos iMac mais finos e às cores (como os de há 20 anos) ao iPad Pro 5G. Há ainda as AirTags, para encontrar tudo o que não quer perder; cor roxa nos iPhone 12; e os podcasts são renovados e com subscrições possíveis.

A Apple continuou no mesmo formato de apresentações iniciada o ano passado, em formato remoto, devido à pandemia, onde passeiam pelo seu campus de 5 mil milhões de dólares, Apple Park, com cada lançamento a ser feito num espaço diferente, com vídeos diferentes - já uma referência no marketing mundial numa altura em que só há apresentações online, em detrimento de em palco para uma plateia.

O que se seguiu foi mais novidades do que é habitual na primavera, que inclui não só os muito aguardados e pequenos AirTags, pequenos dispositivos que cabem em quase todos os sítios, para encontrar todo o tipo de equipamentos, mas também os novos iMac às cores e iPad Pro, todos com o chip da Apple M1.

Tim Cook começou por anunciar mais pormenores para o cartão de crédito da Apple (só disponível na América) e destacar que o iPhone 12 é o smartphone "mais popular do mundo" e, agora, embora não exista nova versão do iPhone SE lançado em abril do ano passado, há nova cor para o iPhone 12: roxo.

Os Apple Podcasts também vão ter a maior atualização nos seus 15 anos de história, não só com app melhorada e nível visual, mas ficam disponíveis subscrições para os criadores rentabilizarem os seus podcasts e construírem um negócio, algo que ficará disponível em 170 países.

Novos iMac coloridos e com o potente M1: "revolução"

A Apple não escondeu o regozijo com os elogios que têm sido feitos aos novos MacBook que estrearam no final do ano passado os chips M1, com arquitetura ARM da própria Apple - um adeus à Intel auspicioso. "Os produtos M1 permitiram um maior crescimento nas vendas e são já a maioria dos Macs vendidos", diz Tim Cook.

Agora os processadores que têm sido elogiados pela rapidez, performance e amigos de uma boa autonomia chegam ao iMac, que recupera as míticas cores do iMac G3 (1998-2003) que simbolizaram o início da parceria histórica entre Steve Jobs e o designer Jony Ive.

Mas o que mais distingue os novos iMac nem são as sete cores agora disponíveis, mais o tamanho, perdeu 50% da massa do anterior já que o novo processador M1 permite ventoinhas mais pequenas e melhor utilização do espaço - a Apple promete performance inédita e silenciosa (com um máximo de 10 décibeis na utilização).

A espessura é agora de apenas 11,5 mm - "cabe agora em muitos mais locais" - e há uma aposta clara num ecrã HP com 4,5 milhões de pixeís, mas também numa câmara pronta para as exigências do trabalho remoto, com 1080p HD e um sensor maior para videochamadas com mais qualidade e detalhe - usa-se mesmo computação para melhorar o vídeo.

O microfone foi outro destaque relevante, com maior foco na voz principal e ruído externo reduzido, dá à voz maior detalhe no melhor microfone num Mac, promete a Apple. As seis colunas incluem dois woofers para som mais forte e cristalino.

Mas a Apple garante que a diferença maior é na performance, com possibilidade de operar apps do iPhone e iPad graças à nova arquitetura, machine learning 3x mais rápido e até 75% de maior rapidez de CPU.

Além de quatro portas USB-C, tem um novo conector magnético, ligado a um transformador que inclui pela primeira vez conexão para cabo Ethernet ("para remover mais um fio do computador").

Há teclados com as sete cores disponíveis no iMac que incluem novos atalhos mais amigos da era remota e ferramentas, incluindo um inédito Touch ID que guarda a informação localmente e permite fazer pagamentos online. O mesmo com o Magic Mouse, que também muda de cor do alumínio.

Há depois duas versões, uma de 1299 dólares, com cores e outra de 1499 dólares, com sete cores. Ficam disponíveis na segunda metade de maio.

AirTags, para não se perder nada

É um dos produtos mais pequenos de sempre lançados pela Apple - e mais baratos - e são um rival aos Tiles e SmartTags da Samsung. Esta pequena ferramenta permite localizar objetos, seja chaves, uma mochila ou a carteira - falámos sobre este tema e os seus perigos este fim de semana no podcast Made in Tech.

A área de Encontrar disponível nos iPhone, Mac ou iPad ganha novas dimensões, permitindo também incluir produtos externos à Apple e juntar as tais AirTags. A Apple diz que o seu chip U1 permite uma precisão para encontrar os objetos que ainda não existia nesta indústria e que os dados de geolocalização são armazenados no iPhone e não são partilhados com ninguém.

O preço é de 29 dólares (em Portugal teve rondar os 30 euros) e quatro custam 99 dólares. Ficam disponíveis a 30 de abril.

iPad Pro com chip M1 e já com 5G

Um tablet para profissionais, parece ser a missão dos novos iPad Pro já com o chip M1 e com 5G disponível. "Há uma melhoria de performance incrível, mais de 50% de performance que o anterior iPad Pro", diz a marca, que tentou mostrar que as apps podem ir aos limites com detalhes para os profissionais mais exigentes, com melhorias no ecrã também evidente - ecrã de Retina XDR líquido de 12,9″, com resolução 6K.

A configuração de 2TB fica agora disponível para utilizares mais exigentes e há novas ferramentas áudio e vídeo verdadeiramente para apelar aos profissionais nas áreas criativas. As novas câmara ultrawide têm uma nova função, Center View, que permite à câmara seguir uma pessoa que se desloque para videochamadas mais versáteis.

O novo iPad Pro fica disponível partir de sexta-feira, 30 de abril, com os preços a começarem a partir de 799 dólares. A Apple Pencil (caneta digital) vai passar a reconhecer escrita cursiva de português.

Apple TV com novo comando e melhor performance

A nova Apple TV 4K está mais rápida, funcional e tem um novo comando. A box vem com o processador A12 Bionic, suporta HDR e pode ser usada com os jogos de consolas mais recentes, incluindo Wi-Fi 6.

A nível do serviço de streaming Apple TV+, Tim Cook admitiu que é fã da série de futebol Ted Lasso e apresentou o trailer da segunda temporada, que chega a 23 de julho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de