Câmara fotográfica ultracompacta do tamanho de grão de sal pode ser útil à medicina

Investidores de Princeton criaram uma câmara fotográfica capaz de tirar fotos tão boas quanto idêntico aparelho de dimensão 500 mil vezes superior. Inovação pode ser útil em áreas como robótica e medicina.

A inovação tecnológica tem levado, no campo da imagem fotográfica, a que lentes e câmaras sejam cada vez mais pequenas. Ora, investigadores da Universidade de Princeton, nos EUA, criaram uma câmara ultracompacta, do tamanho de um grão de sal, capaz de produzir imagens com uma qualidade superior a uma câmara de dimensões convencionais. A inovação pode dar um contributo na medicina e está explicada num trabalho científico, publicado na revista Nature Communications.

De acordo com a investigação, esta cãmara produz imagens nano-óticas que modulam a luz em escalas de comprimento de onda que podem permitir novas aplicações em diversos domínios, da robótica à medicina (pode dar aos especialistas uma ideia melhor do que está acontecendo nas profundezas do corpo humano).

Como? Usando uma tecnologia conhecida como metassuperfície, que é coberta por 1,6 milhões de postes cilíndricos, a câmara é capaz de capturar fotos coloridas tão boas quanto as tiradas por lentes convencionais 500 mil vezes maiores do que a câmara criada. Além disso, é capaz de combinar hardware com processamento computacional para melhorar a imagem capturada, através de algoritmos de processamento de sinal que usam técnicas de machine learning para reduzir o desfoque e outras distorções que, de outra forma, ocorrem com câmaras desse tamanho.

Estes algoritmos podem ser usados ​para mais do que apenas melhoramentos da imagem. Eles podem ser implantados para detetar automaticamente objetos específicos que a câmara está a procurar, como sinais de doenças dentro do corpo humano.

Há ainda outro potencial. Esta câmara pode ser utilizada como cobertura para transformar superfícies inteiras em câmaras, eliminando a necessidade de uma câmara convencional no ecrã de um computador ou num smartphone.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de