"DNA": Colt adota nova estratégia de negócio para acelerar na transformação digital

De telco a techo: a Colt anunciou uma nova estratégia para os próximos anos, que assentará em três grandes pilares: desenvolvimento, redes e aceleração.

A estratégia começou a ser delineada ainda em junho, avançou Keri Gilder, que assumiu em maio deste ano o cargo de CEO da fornecedora de telecomunicações Colt. Assente em três pilares - "DNA" - a nova estratégia da empresa passa de um posicionamento focado totalmente no fornecimento de redes de telecomunicações para uma abordagem "Techo", onde a tecnologia se mistura com as redes.

Numa sessão feita através de videoconferência com a imprensa europeia e asiática, a empresa detalhou que esta estratégia compreende planos a três anos, já alinhados com o mercado em constante evolução. A estratégia, descrita como DNA, assenta em desenvolvimento, redes e aceleração (Development, Network e Accelerate, em inglês).

"Este ano foi um ano de mudança constante para todos nós. Ao mesmo tempo em que muitas mudanças nos foram impostas, às vezes é necessário ser forçado a fazer as coisas de forma diferente para ver onde é que são precisas mudanças mais permanentes", explica a nova CEO.

"As dinâmicas de mercado estão a mudar a uma velocidade como nunca vimos", sublinha Gilder, referindo que parte desta estratégia girará à volta de parcerias e de tecnologia. "Acreditamos que um ecossistema integrado vai ser necessário", detalha a responsável.

Além das parcerias, a estratégia assentará ainda em tecnologia e segurança - "está à frente da estratégia" -, operações e engenharia ou na atenção à experiência do cliente. Na conferência foi ainda destacada que a empresa pretende "acelerar as fundações digitais para o futuro".

Mudanças na estrutura

A nova estratégia da empresa acarreta algumas mudanças na hierarquia da empresa. Desta forma, Ashish Surti, Avijit Singh e Robin Farnan foram elevados a ELT (Executive Leadership Team).

Ashish, que até aqui tinha o cargo de Chief Security Officer, passará a desempenhar o cargo de Executive Vice President para a área de Tecnologia e Segurança.

Já Avijit Singh passará a ser Chief of Staff to the CEO, assegurando o desenvolvimento e a implementação de iniciativas estratégicas dentro da organização.

Robin Farnan será o Executive Vice President para a área de Operações e Engenharia.

Sem planos para fusões e aquisições

Questionada sobre a possibilidade de a empresa reforçar uma posição no mercado através de fusões ou aquisições de outras companhias, a Colt refere que não tem planos nesse campo, neste momento.

"As aquisições não estão nos planos iniciais para um futuro próximo", esclareceu a CEO da Colt, referindo que a empresa neste momento está mais focada "nos clientes empresariais", neste momento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de