Dos carros aos robôs: Hyundai é a nova dona da fabricante de cães robóticos Boston Dynamics

Negócio avalia Boston Dynamics em 1,1 mil milhões de dólares

Os vídeos de cães robóticos e robôs (quase) humanóides a dançar têm deslumbrado a internet desde que a Boston Dynamics começou a mostrá-los, dando um vislumbre do que será a robótica do futuro. Agora, esse know-how vai ser controlado pela construtora automóvel Hyundai, que adquiriu 80% da Boston Dynamics à Softbank num negócio que avalia a empresa em 1,1 mil milhões de dólares. A Softbank mantém os restantes 20% da empresa norte-americana, que tinha comprado à Alphabet (casa-mãe da Google) em 2017.

Ao concluir a aquisição, a Hyundai disse em comunicado que este negócio lhe vai permitir "assegurar uma presença de liderança no campo da robótica", à medida que opera uma transformação significativa na sua empresa. Mais que uma construtora automóvel, a Hyundai pretende passar a ser uma fornecedora de soluções de mobilidade inteligente.

"Para impulsionar esta transformação, o grupo investiu substancialmente no desenvolvimento de tecnologias do futuro, incluindo condução autónoma, inteligência artificial, mobilidade urbana aérea, fábricas inteligentes e robôs."

A compra é interessante pelo expertise único da Boston Dynamics. A empresa lançou o seu primeiro robô comercial, Spot, em junho de 2020, e já vendeu "centenas" de unidades, que operam em indústrias como construção, manufatura ou extração de minérios.

Mais recentemente, a Boston Dynamics apresentou um novo modelo, Stretch, que foi desenhado para armazéns e centros de distribuição - áreas logísticas que ganharam uma importância acrescida por causa da pandemia de covid-19.

Os seus robôs diferem do que temos visto na indústria por serem ágeis, com grande mobilidade e fiabilidade, mais parecidos com a visão robótica da ficção científica que com a realidade até agora.

Segundo a Hyundai, o negócio vai permitir às duas empresas alavancarem as suas forças respetivas em manufatura, logística, construção e automação. O propósito da marca automóvel é "criar uma cadeia de valor da robótica", o que vai desde a fabricação de componentes às soluções inteligentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de