Eis o iOS 14.5 para iPhone. Traz desbloqueio com máscara e modo transparência anti-Facebook

Nova atualização do sistema operativo para iPhone (iOS 14.5) é uma das mais relevantes para a Apple e para as várias apps. Desbloqueio com máscara passa a estar disponível (para quem tem Apple Watch) e há formas mais fáceis de evitar ser tão 'espiado' pelas apps.

A Apple disponibilizou ao final do dia desta segunda-feira a sua atualização de sistema operativo para iPhone mais polémica e, eventualmente, mais relevante de sempre, mesmo antes de surgir. A atualização iOS 14.5 inclui uma novidade que levou o Facebook a declarar guerra à Apple e, inclusive, a publicar anúncios em jornais em papel - do New York Times ao Washington Post - contra as novas funções.

Em causa está a nova forma de lidar com os dados recolhidos pelas apps nos iPhone. A nova função chama-se App Tracking Transparency e para o utilizador comum mais não é do que uma mensagem de pop up que surge em todas as apps logo ao abrir e que muitos se sentirão tentados a recusar ser de certa forma monitorizados ou espiados: "Permitir que a app X siga a sua atividade nos sites e aplicações de outras empresas? Pedir à aplicação para não seguir; Permitir".

Tim Cook explicou ao New York Times há duas semanas o que está em causa e que tem feito soar os alarmes no Facebook: "se um negócio é construído em torno de enganar os utilizadores com a exploração dos seus dados, então não merece o nosso elogio. Merece reforma. Não devemos desviar o olhar do que é o quadro geral e num momento galopante de desinformação e teorias da conspiração alimentadas por algoritmos, não podemos fechar mais os olhos para a teoria da tecnologia que diz que toda a interação é uma boa interação".

A novidade que inclui também na App Store de uma lista detalhada de todos os dados que as apps recolhem dos utilizadores enquanto eles as usam poderá ser prejudicial para o negócio de publicidade do Facebook - a sua galinha dos ovos de ouro focada em publicidade direcionada que beneficia do acesso à utilização das pessoas noutras apps, além do próprio Facebook.

O Facebook reagiu inicialmente a indicar que a novidade para iPhone irá prejudicar os pequenos negócios que anunciam na maior rede social do planeta, mas mais recentemente diz que a postura da Apple apresenta o que chamam de "uma falsa troca entre anúncios personalizados e privacidade". Certo é que a nova opção pode ter um impacto prejudicial no negócio de anúncios do Facebook.

Houve algumas empresas na Ásia que tentaram encontrar uma forma de dar a volta ao sistema, mas receberam ameaças de expulsão da App Store por parte da Apple.

Máscaras com solução (para alguns)

Talvez uma das mudanças mais relevantes para o uso diário do iPhone em tempos de pandemia é que o iOS 14.5 inclui nova funcionalidade útil e oportuna: se tiver um Apple Watch, pode configurar o iPhone para desbloquear automaticamente sem exigir desbloqueio por FaceID (ele reconhece desde logo que está com máscara e desbloqueia se o smartwatch da Apple estiver no pulso).

A solução permite agilizar o acesso ao telefone, mesmo com máscaras faciais e dá resposta ao facto dos iPhone dos últimos anos não terem desbloqueio por impressão digital. É necessária a instalação do watchOS 7.4 para que a função funcione.

A Apple fez um vídeo para explicar a transparência do rastreamento de aplicativos:

Podcasts renovados e com subscrições

Outra das grandes novidades está na aplicação Podcasts, que sofreu uma grandes renovação e passará a permitir que os criadores de podcasts - área em que a Apple foi um dos pioneiros já em 2005 - tenham na própria app acesso a subscrições ou assinaturas pagas ou episódios exclusivos. A empresa californiana não cobra nenhuma percentagem, mas pede cerca de 48 euros anuais para acesso a essa função.

Encontrar (os AirTags)

A app de Encontrar, que permite ver a localização dos vários aparelhos Apple (os nossos ou de familiares ou amigos que a queiram ceder), também foi renovada com uma nova área chamada Itens. Permite, por exemplo, acrescentar os novos AirTags, uma espécie de etiqueta com localizador pouco maior que uma moeda que permite encontrar o que quisermos (mochilas, chaves ou o carro). O rival do Tile e dos SmartThings (da Samsung) custa em Portugal 35 euros (119 por quatro) e já está à venda na lojaa da Apple.

Há também melhorias no assistente digital Siri, incluindo na forma como deixa de ser uma voz feminina como padrão - o utilizador terá de escolher quando começa a utilizar, mas também melhorias na recalibração da bateria e no Apple Maps que já permitiu aos utilizadores reportarem acidentes (algo mais próximo do Waze, que pertence à Google).

Emojis novos

A atualização para iOS e iPadOS 14.5 inclui também muitos novos emoji com foco na inclusão. A atualização adiciona a capacidade de assistir a exercícios do serviço de subscrição Apple Fitness Plus (só disponível em alguns mercados) numa TV com AirPlay 2.

Já no 5G os novos modelos do iPhone 12 incluem agora apoio para Dual Sim na conetividade 5G e ferramentas mais inteligentes para otimizar o uso de redes e melhorar a autonomia da bateria.

Neste post a Apple pormenoriza todas as novidades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de