Foxconn e a chinesa Geely juntam-se para fabricar carros para outras empresas

O anúncio da joint venture entre a principal fabricante do iPhone e a Geely mostra que a Foxconn está interessada em fincar pé na indústria automóvel.

Num anúncio conjunto, a Foxconn e a fabricante de automóveis Geely anunciam a joint venture, que pretende fabricar e disponibilizar serviços às empresas da indústria automóvel.

De acordo com o anúncio feito, as empresas têm partes iguais nesta joint venture, que disponibilizará a produção, consultoria e outros serviços para as empresas da indústria automóvel.

Com as fabricantes automóveis cada vez mais interessadas nos serviços de condução inteligente, também esse tipo de serviço será disponibilizado, assim como na tecnologia para veículos elétricos.

A Foxconn é conhecida por ser a principal fabricante dos telefones da Apple, mas já há algum tempo que mostrou que quer expandir-se além da produção de gadgets. Se no ano passado anunciou o lançamento de uma plataforma pensada para os automóveis elétricos, no início deste mês também já anunciou um acordo com a chinesa Byton. O acordo estipula que a Foxconn ajudará a empresa a acelerar a produção do modelo M-Byte, já a partir do primeiro trimestre de 2022.

Para a Geely, que é dona da Volvo e ainda detém uma participação de 9,7% na Daimler, esta joint venture poderá representar uma melhoria da capacidade de utilização das suas fábricas na China, nota a Reuters.

A Geely anunciou recentemente um acordo com a Baidu, a gigante dona do motor de pesquisa dominante na China, que envolve o fabrico de veículos elétricos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de