Grupo Alten compra tecnológica portuguesa ITSector

A portuguesa ITSector, que desenvolve software para a transformação digital de instituições financeiras, foi comprada pelo grupo internacional Alten.

A ITSector, que desenvolve software para a transformação digital do setor financeiro, foi comprada pelo grupo Alten, multinacional dedicada à consultoria na área tecnológica. O grupo passa, assim, a ser o novo acionista único da tecnológica.

Através de comunicado, a ITSector indica que esta aquisição "estratégica" por parte da Alten foi concluída no final do mês passado. A compra permite "reforçar a presença do grupo Alten no domínio das tecnologias de informação, aumentando ainda as competências e a especialização no setor financeiro", é indicado.

Já para a ITSector, trata-se de uma possibilidade para expandir os negócios e "o fomento do conhecimento nos mercados" onde a Alten está presente. No total, o grupo atua em 32 geografias.

Toda a equipa executiva da ITSector continuará em funções após esta aquisição, detalha a empresa portuguesa, assim como o número de trabalhadores. Renato Oliveira terá funções de CEO do Conselho de Administração.

A marca e a sede da ITSector manter-se-ão também em Portugal.

A tecnológica portuguesa indica que "este novo ciclo da ITSector inicia-se após o Conselho de Administração ter analisado os modelos go-to-market que se têm afirmado na prestação de
serviços com base em competências, principalmente baseadas em Portugal."

"Colocando estas variáveis em contexto, o Conselho de Administração e os acionistas da ITSector identificaram um grande potencial em encontrar um parceiro forte e com escala na Europa e nos demais continentes", explica Renato Oliveira, CEO do Conselho de Administração. "Depois de um longo processo de avaliação e discussão com diferentes potenciais parceiros, a escolha - mútua - recaiu sobre a ALTEN", indica o mesmo responsável.

Objetivos para o futuro

A ITSector destaca que a aquisição permitirá à empresa portuguesa "reforçar a sustentabilidade do modelo de crescimento acelerado" que tem caracterizado a tecnológica nos últimos anos. No primeiro semestre de 2020, a empresa atingiu uma faturação de 13 milhões de euros, mais 25% em termos homólogos. Num ano desafiante, a empresa nota que continuou a "angariar clientes em Portugal e em diversas geografias", nomeadamente no Canadá.

Para os próximos tempos, a empresa destaca que pretende "manter o seu ADN de empresa inovadora no setor financeiro, dirigindo as suas competências para ajudar bancos e credit unions a implementar as suas transformações no digital".

"Mais do que nunca, e com o efeito pandémico, os clientes das instituições financeiras querem ver as suas necessidades satisfeitas sem ter de recorrer ao contacto físico, e beneficiando de experiências simples, seguras e orientadas ao seu perfil", sublinha Renato Oliveira.

"A ITSector prevê, gradualmente, criar e desenvolver uma articulação virtuosa com o Grupo ALTEN nas suas 30 geografias distintas, reforçando as capacidades domésticas em Portugal através dos seis centros de desenvolvimento. Antecipamos uma evolução natural da ITSector para um verdadeiro centro de competências europeu, servindo clientes internacionais nos diferentes continentes, capacidade aliás já demonstrada nos últimos anos, mas doravante inserida numa plataforma global como o Grupo ALTEN", conclui o CEO da tecnológica portuguesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de