Microsoft paga 19,7 mil milhões de dólares por tecnológica de inteligência artificial Nuance

As negociações devem ser oficializadas em breve e, a confirmar-se, esta pode ser a segunda maior compra da Microsoft após o LinkedIn. Nuance ajudou ao desenvolvimento da assistente Siri, da Apple.

A Microsoft já terá finalizado as negociações para adquirir a Nuance Communications, uma tecnológica especializada em inteligência artificial (IA) na área do reconhecimento da fala, e a compra pode mesmo ficar concluída já esta semana. Quanto ao valor, a imprensa norte-americana avança que deve atingir os 19,7 mil milhões de dólares (aproximadamente 16,5 mil milhões de euros). O acordo inclui ainda a dívida líquida da Nuance.

A confirmar-se, esta é a segunda maior aquisição da Microsoft desde que comprou a rede social LinkedIn em 2016 por 26 mil milhões de dólares (cerca de 22 mil milhões de euros).

O imprensa local avança ainda que a Microsoft pagará por cada ação da Nuance 56$ (cerca de 47€), o que representa uma valorização de 23% face ao valor dos títulos da Nuance na última sessão bolsista.

A Nuance é mais conhecida pelo seu software Dragon, que usa a IA para transcrever a fala e melhorar a sua precisão ao longo do tempo, adaptando-se à voz de um utilizador. Depois de licenciar essa tecnologia, que possibilitou o lançamento da assistente de voz da Apple, a Siri, a Nuance valorizou 3,4% já este ano.

Agora, o principal objetivo da parceria é o de colaborar na assistência à saúde onde, inclusive, as duas empresas já cooperaram. Em 2019, estas anunciaram uma "parceria estratégica" para usar o software da Nuance na digitalização de registos de saúde para os clientes da Microsoft.

Esta parceria entre as duas organizações, nomeadamente em ferramentas de reconhecimento e processamento de voz, sobretudo na plataforma Dragon Medical e Cloud for Healthcare, vê agora a sua evolução naquela que poderá ser a segunda maior compra da gigante tecnológica.

Atualmente, o valor de mercado da Nuance ascende aos 13 mil milhões de dólares (10,9 mil milhões de euros), ainda assim muito aquém dos quase dois biliões de dólares (1,6 biliões de euros) que vale a Microsoft.

A Microsoft tem gasto muito dinheiro nos últimos tempos em aquisições, a mais recente de maior dimensão, em setembro passado, foi na produtora de videojogos ZeniMax Media - 7,5 mil milhões de dólares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de