Microsoft poderá receber mais de 150 milhões de dólares em apoios para a cibersegurança

A Microsoft poderá receber quase um quarto dos apoios disponibilizados para a área da cibersegurança, avança a agência Reuters.

A Microsoft poderá receber mais de 150 milhões de dólares (cerca de 125 milhões de euros) dos apoios destinados à área da cibersegurança, inscritos no pacote de apoio para enfrentar a Covid-19. De acordo com a agência Reuters, este montante representará perto de um quarto do total de apoios destinados à cibersegurança nos Estados Unidos.

Mas, conforme avança a agência, esta possibilidade não estará a gerar consenso entre os legisladores, que não estarão interessados em aumentar os fundos disponibilizados à tecnológica, após as notícias de ataques informáticos ligados à empresa. A gravidade dos ataques levou inclusive Joe Biden a anunciar a criação de uma taskforce para abordar o problema, tendo em conta a extensão de um dos ataques.

De acordo com a Reuters, um rascunho da Agência de Segurança da Infraestrutura de Cibersegurança estipula que, do total de 650 milhões de financiamento, cerca de 150 milhões de dólares poderão ir para uma "plataforma cloud segura".

Citando fontes ligadas ao projeto, esta verba estará destinada à Microsoft, para "maioritariamente ajudar outras agências federais a melhorar os seus negócios existentes com a Microsoft e a melhorar a segurança dos seus sistemas cloud".

De acordo com a agência, o Senador Ron Wyden, é uma das vozes que contesta esta distribuição dos fundos. "Se a única solução para uma fuga de dados em que os hackers exploram uma falha de design há muito ignorada pela Microsoft é dar mais dinheiro à Microsoft, então o governo precisa de reavaliar a sua dependência da Microsoft".

De acordo com a CNBC, o ataque ao serviço de email da Microsoft terá comprometido a segurança de mais de 20 mil organizações nos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de