Novos MacBooks, AirPods redesenhados e HomePods coloridos: o que há de novo na Apple

No segundo evento de outono, a marca renovou as principais linhas de hardware bem a tempo das compras natalícias

Com menos fanfarra que o grande evento de setembro, onde foi lançado o iPhone 13, a segunda apresentação de outono da Apple produziu as novidades de que muitos estavam à espera. A marca atualizou as grandes linhas do seu hardware, revelando os novos MacBook Pro, a terceira geração dos auscultadores sem fios AirPods e ainda uma nova tentativa de avançar no mercado dos altifalantes inteligentes, com HomePods mini coloridos.

O evento "Unleashed" foi virtual e completou o alinhamento de apostas da Apple para o próximo ano fiscal, que começa com o apetecível período das compras natalícias.

"Hoje, estamos a reimaginar completamente o MacBook Pro, e isso começa com o primeiro processador Pro desenhado para Mac", disse John Ternus, vice-presidente sénior de engenharia, referindo-se aos novos microprocessadores, M1 Pro e M1 Max. Segundo Ternus, o novo silício da Apple "muda o jogo."

E também aumenta o preço. Os novos MacBook Pro, de 14 e 16 polegadas, vão custar a partir de 2349 euros e 2849 euros, respetivamente. É uma inflação considerável em relação ao Pro de 13 polegadas, que começa agora nos 1479 euros.

A Apple espera que os argumentos mostrados neste evento filmado em Cupertino justifiquem os preços elevados. Os processadores M1 Pro e M1 Max são as estrelas, já que produzem, segundo a marca, uma aceleração incomparável do desempenho em relação a portáteis que usam chips Intel.

Outro argumento dos novos modelos é a recuperação de portas multimédia - uma porta HDMI, um slot para cartões SD - sendo que, além dos USB-C/Thunderbolt volta a ser possível carregar a bateria com MagSafe. A barra tátil (Touch Bar) desaparece, mas o botão iniciar continua a incluir leitor de impressão digital.

"Que dia gigante para o Mac e para os nossos utilizadores pro", disse o CEO, Tim Cook. "Estes são os portáteis Mac mais poderosos que alguma vez construímos", prometeu.

A outra área de foco do evento foi a música. Surgiu finalmente a terceira geração dos auscultadores sem fios AirPods, cujo design foi refrescado, têm uma bateria mais duradoura e incluem "áudio espacial", algo que antes só existia na versão Pro.

"O áudio espacial é uma forma completamente nova de experimentar a sua música", disse Susmita Dutta, gestora de produto de engenharia áudio na Apple. "Embebe-nos mais profundamente que antes."

A começarem nos 199 euros, estes novos modelos elevam para quatro o alinhamento de AirPods, que inclui também a 2ª geração (149 euros), Pro (279 euros) e Max (629 euros).

Ainda no contexto da música, o evento Unleashed trouxe versões coloridas do altifalante inteligente HomePod Mini. Em novembro, será possível comprá-lo em laranja, amarelo ou azul, a partir de 99 dólares (sendo que esta novidade não estará, para já, disponível no mercado português).

Foi ainda anunciado um novo plano para o serviço de streaming Apple Music. A partir de 4,99 dólares por mês, o "Voice Plan" dará acesso ao serviço apenas por voz, isto é, o utilizador terá de construir playlists e explorar o catálogo com instruções à Siri. A lista de países onde isto será lançado não inclui Portugal na primeira leva.

"Hoje focámo-nos em duas áreas muito queridas para a Apple, a música e o Mac, e o espírito criativo fomentado por ambos", disse Tim Cook, no final da apresentação. "Na Apple, a criatividade é muito importante para o que somos e o que fazemos."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de