Square de Jack Dorsey muda de nome. Agora é Block

Dias depois de deixar o cargo de CEO do Twitter, Jack Dorsey anunciou a mudança no nome da sua outra empresa

A empresa de serviços financeiros Square, conhecida pelo pequeno quadrado que se liga a smartphones para os transformar em terminais de pagamento, vai passar a chamar-se Block. Liderada por Jack Dorsey, que abandonou o cargo de CEO do Twitter no início da semana, a empresa justificou a mudança com a sua expansão e crescimento, querendo uma designação mais abrangente para o futuro.

"Construímos a marca Square para o nosso negócio de Vendedores, que é onde ela deve estar", disse Jack Dorsey, em comunicado. "Block é um nome novo, mas o nosso propósito de facilitar o empoderamento económico mantém-se. Não importa o quão cresçamos ou mudemos, iremos continuar a construir ferramentas para ajudar a aumentar o acesso à economia."

Fundada em 2009, a companhia encontrou sucesso ao desenvolver um dispositivo (em forma de quadrado) para facilitar as vendas dos clientes. Esse negócio foi alargado para um ecossistema de soluções de comércio eletrónico, software de negócios e até serviços bancários.

Mas a empresa tem agora uma série de outros negócios: Cash App, TIDAL e TBD54566975. Segundo o comunicado, Block vai designar um ecossistema de negócios unidos naquele propósito de dar poder económico às pessoas e empresas, servindo indivíduos, artistas, fãs, programadores e vendedores.

"O nome tem muitos significados associados para a companhia", lê-se no comunicado, desde blocos de construção ao blockchain.

Todas as unidades vão continuar a operar sob as respetivas marcas, mas a iniciativa paralela dedicada à criptomoeda Bitcoin, Square Crypto, passará a chamar-se Spiral.

A mudança corporativa de Square Inc para Block deverá ser efetivada a 10 de dezembro, sendo que os títulos da empresa em bolsa vão continuar a ser trocados sob o ticker "SQ".

Jack Dorsey, cofundador e CEO da empresa, acumulava as suas responsabilidades na Square com o cargo de CEO do Twitter desde 2015. O executivo tomou a decisão de deixar a rede social no início da semana, sem dar detalhes sobre a partida, e vai agora focar-se na Block.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de