TeamViewer abre novo escritório no Porto e tem 25 vagas até ao final do ano

Nova localização foca-se em realidade aumentada e faz parte da organização global de Investigação & Desenvolvimento da empresa

A tecnológica alemã TeamViewer abriu um novo escritório no Porto e tem um plano para contratar mais 25 especialistas até ao final de 2022. A empresa já emprega 30 engenheiros de software e design no país, depois de ter lançado um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) no ano passado. Esta nova localização vai focar-se no desenvolvimento de soluções de realidade aumentada.

"Até agora, o Porto provou ser uma excelente localização para o nosso centro de I&D com muitas boas universidades e uma grande reserva de talentos de engenharia de topo altamente motivados para conduzir a próxima vaga de digitalização", afirmou o diretor de tecnologia da TeamViewer, Mike Eissele.

O mesmo responsável tinha justificado a escolha da cidade no ano passado, quando o hub tecnológico foi instalado em Portugal, com base "num quadro de seleção abrangente que teve em conta fatores-chave culturais e de crescimento, incluindo disponibilidade de talento de topo, infraestrutura educacional, quadro regulamentar, mentalidade empreendedora e qualidade de vida."

O reforço do investimento da TeamViewer em Portugal, especificamente no Porto, foi assinalado pela AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e pela Câmara Municipal da cidade, que se fizeram representar na inauguração.

"Esta é uma demonstração clara de que o Porto se tornou um destino preferido para operações de base tecnológica que podem beneficiar de uma reserva de talentos altamente qualificada e dinâmica", disse Luís Castro Henriques, presidente da AICEP, que esteve na abertura do novo escritório.

"O foco nas soluções de realidade aumentada que a TeamViewer traz ao ecossistema local é um contributo fundamental para o posicionamento de Portugal como um hub tecnológico líder na Europa", complementou.

A escolha da cidade foi influenciada pela aquisição da empresa de desenvolvimento de software Hapibot Studio no ano passado, cuja sede era no Porto. Isso permitiu-lhe entrar logo no mercado português com uma equipa de 20 engenheiros.

Este núcleo adicional de I&D da empresa alemã, que é especialista em soluções de conectividade remota e digitalização do local de trabalho, representa uma ampliação das capacidades de engenharia dedicadas à inovação em software.

No comunicado sobre a inauguração, a TeamViewer explicou que uma grande parte do novo add-on AiStudio, que faz parte do software de realidade aumentada "TeamViewer Frontline", foi desenvolvido no Porto. A solução baseia-se num algoritmo de auto-aprendizagem para formar modelos de Inteligência Artificial para o reconhecimento de imagem e objetos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de