Vem aí o maior prémio de inovação tecnológica do país

Laboratórios da Altice abrem candidaturas para a quarta edição do prémio.

O Prémio de Inovação tecnológica em Portugal da Altice Labs, promovido pelo centro de inovação do Grupo Altice para reforçar o posicionamento de Portugal no desenvolvimento da inovação, potenciando o talento nacional e difundindo-o dentro e fora de portas, está de volta. A quarta edição do Altice International Innovation Award (AIIA) já abriu inscrições e até 30 de setembro aceita candidaturas para testar competências de competitividade de empreendedores e startups, bem como de estudantes de mestrado e de doutoramento em instituições académicas portuguesas.

"O Altice International Innovation Award volta a distinguir-se pela sua ligação simultânea à Academia e startups, bem como pelo total dos prémios atribuídos aos seus vencedores, oferecendo o maior prémio pecuniário em Portugal na área da inovação tecnológica", explica a empresa. Ao primeiro classificado na categoria startups caberá um prémio no valor de 50 mil euros, além da possibilidade de concretizar um piloto (prova de conceito) de pelo menos nove meses com o grupo Altice; o vencedor da categoria Academia receberá 25 mil euros.

Neste ano, dado o contexto de pandemia, as candidaturas estão limitadas ao país, mas são aceites alunos estrangeiros que estejam em programas de intercâmbio, por exemplo, a estudar em Portugal, bem como startups de outros países com filial em Portugal.

Pela terceira vez, a iniciativa vai ainda contar com a parceria da Agência Nacional de Inovação (ANI), que irá atribuir a distinção Born from Knowledge (BfK) ao projeto finalista “nascido do conhecimento” que resulte de "atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) valorizando, assim, o conhecimento científico e tecnológico nacional".

A final da quarta edição do Altice International Innovation Award vai ser disputada no final do mês de novembro, sendo as inscrições processadas online através do site oficial (aqui). A ideia, comum a todas as edições deste prémio, é distinguir projetos e soluções cuja inovação e tecnologia são "base fundamental e que dão resposta a necessidades presentes no dia-a-dia, contribuindo para o progresso tecnológico e da nossa sociedade". Desde 2016, o AIA já recebeu mais de 200 candidaturas (90 no ano passado, quando venceu o projeto iLOF na categoria startups e tendo o Neural Motor Behaviour in Extreme Driving sido considerado o melhor entre os finalistas de mestrado e doutoramento, na categoria Academia), tendo os seis projetos vencedores sido premiados e apoiados num valor total superior a 200 mil euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de