Resultados

Teixeira Duarte passa de lucro a prejuízo de 4,7 milhões em 2017

TIAGO PETINGA/LUSA
TIAGO PETINGA/LUSA

A Teixeira Duarte registou em 2017 um prejuízo atribuível de 4,65 milhões de euros, que compara com um lucro líquido de 20,1 milhões de euros.

A Teixeira Duarte registou em 2017 um prejuízo atribuível de 4,65 milhões de euros, que compara com um lucro de 20,1 milhões de euros no ano anterior, devido à quebra do volume de negócios e perdas cambiais, anunciou a empresa.

O volume de negócios caiu 7,1% para 1.035 milhões de euros e o resultado antes de impostos, juros, depreciação e amortização recuou 31,8% para 181,3 milhões de euros, refere a empresa num comunicado com os resultados anuais não auditados divulgado na página na Internet da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A carteira de encomendas do grupo para o setor da construção fixou-se em 1.885 milhões de euros no final de 2017.

Segundo a construtora, “para além do desempenho das empresas do grupo face ao período homólogo”, os seus resultados líquidos foram marcados pelo aumento das diferenças cambiais com impacto negativo de 25,8 milhões de euros.

Também foram afetados pelo impacto negativo, líquido de impostos diferidos, da perda de 4,191 milhões de euros por imparidade na participação no BCP, que compara com uma perda de 15,6 milhões de euros na mesma participada em 2016. A empresa registou ainda a perda por imparidade, de 715 mil euros, da participada Votorantim Macau Investimentos.

Por outro lado, registou um impacto positivo de 6,0 milhões de euros da venda de direitos de subscrição de aumento de capital do BCP.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

CMVM: acesso da CTG a informação na EDP é questão societária

Vieira da Silva, ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social.  Foto: Tiago Petinga/LUSA

Governo aprova aumento extraordinário para 1,6 milhões de pensionistas

Mário Centeno com Pierre Moscovici, comissário europeu da Economia. Fotografia: REUTERS/François Lenoir

Bruxelas quer despesa a travar a fundo no orçamento de 2019

Outros conteúdos GMG
Teixeira Duarte passa de lucro a prejuízo de 4,7 milhões em 2017