Resultados

Teixeira Duarte regressa aos lucros

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA
Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

A empresa fechou 2018 com uma carteira de encomendas para o setor da construção de 1.794 milhões de euros.

A Teixeira Duarte (TD) passou de prejuízos de 4,6 milhões de euros em 2017 para 11,1 milhões de euros de lucros atribuíveis a detentores e capital em 2018, revelou hoje a empresa.

A construtora, que divulgou o relatório e contas completo de 2018 no âmbito da convocatória para a Assembleia Geral (AG) de acionistas de 27 de maio, adiantou ainda que atingiu proveitos operacionais de 1.014 milhões de euros no ano passado, uma queda de 7,8% face ao período homólogo.

O volume de negócios do grupo fixou-se em 873,7 milhões de euros de euros, “o que representa uma diminuição de 15,6% face ao ano anterior. Na sua globalidade, todos os setores de atividade registaram diminuições, havendo a destacar o ligeiro crescimento do setor das concessões e serviços”, lê-se no relatório.

“O mercado nacional registou um aumento de 22,8% do volume de negócios, o que se considera positivo”, avançou a TD, enquanto os externos, na generalidade “diminuíram, com exceção do mercado argelino que cresceu 33,8%. Neste contexto, os mercados externos que representavam 81,7% do volume de negócios do grupo em 2017, passaram a representar 73,3% do volume de negócios”, detalhou a empresa.

O EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) da TD, foi, no ano passado, de 142,6 milhões de euros, “uma redução de 21,3% face ao ano anterior”, com o impacto de alienações, imparidades (incluindo na Venezuela), diferenças de “câmbio operacionais” e outros custos, de acordo com o documento.

Por sua vez, os resultados financeiros foram negativos em 54,7 milhões de euros, tendo, ainda assim, registado uma melhoria de 47,7 milhões de euros face ao exercício de 2017, segundo a empresa.

A dívida financeira líquida do grupo diminuiu em 173,7 milhões de euros, fixando-se em 688,8 milhões de euros, “o que representa uma redução de 20,1% face ao final de 2017, dando seguimento à concretização da estratégia do grupo Teixeira Duarte de redução da divida”, garantiu a companhia.

A empresa fechou 2018 com uma carteira de encomendas para o setor da construção de 1.794 milhões de euros.

Na AG do dia 27, além de deliberarem sobre este relatório, os acionistas irão eleger os membros da mesa da AG, o Conselho de Administração, o Conselho Fiscal, a Comissão de Remunerações e o Revisor Oficial de Contas, entre outros pontos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
dbrs-1060x594

DBRS mantém rating de Portugal em ‘BBB’ e perspetiva estável

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Teixeira Duarte regressa aos lucros