Telecomunicações

Telecoms: Receitas com pacotes de serviços sobem para 1,3 mil milhões

Pacotes de telecomunicações são as últimas contas que deixam de pagar

Operadoras de telecomunicações estão a captar mais clientes nos pacotes de telecomunicações, segundo a Anacom.

As operadoras de telecomunicações faturaram 1,3 mil milhões de euros nos primeiros nove meses do ano com serviços em pacto. É um aumento de 5,9% face ao mesmo período de 2016, segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo regulador do sector, a Anacom. Isto numa fase em que o crescimento de clientes destes produtos dá mostras de acelerar.

Só no terceiro trimestre do ano “o número de clientes dos pacotes de serviços atingiu 3,7 milhões, mais 7,4% face ao trimestre homólogo, o que corresponde à entrada de 254 mil novos clientes. Trata-se do crescimento mais elevado registado nos últimos quatro trimestres”, diz a Anacom num comunicado enviado às redações.

O regulador explica que este crescimento “deve-se sobretudo aos pacotes 5P (telefone móvel e fixo, banda larga móvel e fixa e televisão por subscrição), que ganharam 46 mil novos clientes; aos pacotes 3P que incluem telefone fixo, banda larga fixa e televisão paga, com mais 28 mil clientes; e ao pacote 2P que integra o serviço de televisão por subscrição e banda larga móvel e que captou 26 mil novos subscritores no trimestre”.

No entanto, são os pacotes 5P e 3P os mais populares. Representam 82,3% dos clientes totais, com 1,5 milhões de clientes cada.

Meo lidera quota de mercado

No total dos serviço de pacotes, a Meo tinha, no final de setembro. a maior quota de mercado, com 39,9%. A Nos ocupava a segunda posição. Com 38,5%. Vodafone e Nowo tinham 16,7% e 4,8%, respetivamente. A Anacom detalha que “o grupo Nos continua a liderar nas modalidades 3P e 4P, enquanto a Meo liderava nas modalidades 2P e 5P”.

Já nos 1,3 mil milhões de euros de receitas, a maior fatia também pertence à Meo, com 41,4%. Nos, Vodafone e Nowo têm uma quota de 40,6%, 14,7% e 3,3%, respetivamente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens

Governo trava acesso às pensões antecipadas

Alexandre Fonseca, CEO da Altice Portugal

Altice em negociações com dois bancos para lançar serviços financeiros

Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, durante a inauguração das Escadinhas da Saúde, no Martim Moniz,
( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Carris Metropolitana: Área Metropolitana de Lisboa com marca única de autocarros

Outros conteúdos GMG
Telecoms: Receitas com pacotes de serviços sobem para 1,3 mil milhões