Europa precisa de 300 mil milhões de euros para implementação do 5G, aponta estudo

Um estudo industrial aponta que a Europa precisa de injetar cerca de 300 mil milhões de euros na infraestrutura de telecomunicações para lançar a rede 5G.

A Europa precisará de injetar 300 mil milhões de euros na infraestrutura de telecomunicações para disponibilizar a rede 5G, aponta um estudo feito pela consultora BCG, citado pela Reuters. ​​​​​​

Este estudo aponta que este montante terá de ser investido até 2025 para que a União Europeia possa utilizar a rede 5G para impulsionar o crescimento económico e tirar partido de todo o potencial da quinta geração de redes móveis.

Relalizado a pedido do grupo ETNO (European Telecommunications Network Operators), a associação que representa os principais operadores de telecomunicações da Europa, o estudo aponta que serão precisos 150 mil milhões de euros para atingir um cenário em que toda a Europa tenha implementado 5G. Já outros 150 mil milhões de euros seriam necessários para "terminar a melhoria da infraestrutura fixa para chegar a velocidades de gigabit".

Neste momento, o cenário da implementação da rede 5G é bastante diferente entre os Estados-membros da União Europeia. De acordo com o 5G Observatory, que agrega informação sobre os desenvolvimentos na Europa, países como França já lançaram o serviço de 5G comercial em pelo menos 15 pontos do país. A Croácia é outro exemplo de território onde já é possível ter acesso à rede comercial 5G através da Hrvatski Telekom em seis cidades (Zagreb, Rijeka, Split, Osijek, Samobor e Sveta Nedelja).

Já no caso de Portugal, o país continua na fase de leilão de espectro. De acordo com os dados revelados pela Anacom esta quarta-feira, a licitação principal do leilão 5G chegou ao 50.º dia, com as propostas a somar 264,7 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de