Consumo

Telepizza toma conta da Pizza Hut. Saiba o que vai mudar em Portugal

Milind Pant, presidente da Pizza Hut International, e Pablo Juantegui, CEO do grupo Telepizza. Fotografia: DR
Milind Pant, presidente da Pizza Hut International, e Pablo Juantegui, CEO do grupo Telepizza. Fotografia: DR

Grupo espanhol vai praticamente duplicar os seus restaurantes nos próximos 10 anos. Aberturas incluem território português.

De rivais a parceiras: a Telepizza e a Pizza Hut passaram a ser aliadas no mercado da restauração. O anúncio foi feito pelas duas empresas esta quarta-feira e vai afetar os mercados onde estas marcas estão presentes, Portugal incluído. A Telepizza vai praticamente duplicar os seus restaurantes nos próximos dez anos, com a abertura de 1300 novos espaços. Daqui a 10 anos, terá 2500 restaurantes.

Em Portugal, o grupo Telepizza, além de gerir as suas próprias lojas, vai começar a supervisionar os restaurantes franquiados da Pizza Hut, que vai manter-se como marca independente na Península Ibérica, de acordo com o comunicado de imprensa. Ainda assim, as marcas vão manter-se separadas em território português: vamos continuar a ter os restaurantes da Pizza Hut e da Telepizza.

A marca Pizza Hut, em Portugal, é representada pelo grupo Ibersol onde tem cerca de 90 restaurantes (próprios e franquiados). Já o grupo Telepizza é espanhol, tendo em Portugal cerca de 100 estabelecimentos (próprios e franchisados).

A parceria também tem impacto a nível logístico: o grupo espanhol vai gerir a distribuição da Pizza Hut em Portugal, Espanha, região das Caraíbas e na América Latina (exceto Brasil). A porta fica aberta à “exploração de mais possibilidades de parceria nesta área a nível mundial).

O grupo Telepizza, com esta parceria, passa a servir refeições para mais de 500 milhões de potenciais clientes de 37 países; a faturação deverá atingir 1,1 mil milhões de euros.

A Pizza Hut torna-se no número um neste mercado na América Latina e nas Caraíbas, porque vai ficar com os espaços que até agora pertenciam à Telepizza.

Pablo Juantegui, presidente executivo do grupo Telepizza, diz que este acordo “acelera o plano de crescimento mundial” e “praticamente duplica a dimensão do negócio”; Milind Pant, presidente da Pizza Hut International, salienta que “no longo prazo, a parceria estratégica com o grupo Telepizza vai tornar a Pizza Hut acessível a maior consumidores ao longo do tempo”.

O fecho da operação está sujeito à aprovação dos reguladores e dos acionistas do grupo Telepizza.

(Notícia atualizada às 8h33 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Jan de Pooter, CEO Tranquilidade (Foto: Filipa Bernardo/ Global Imagens)

Tranquilidade vende posição na Europ Assistance

Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

Número de desempregados inscritos no IEFP em mínimos de 16 anos

Vieira da Silva, ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social.  Foto: Tiago Petinga/LUSA

Economia garante aumento real para 80% das pensões em 2019

Outros conteúdos GMG
Telepizza toma conta da Pizza Hut. Saiba o que vai mudar em Portugal