Automóvel

Tesla volta a suspender produção do Model 3. A culpa é dos robôts

Model 3 é o primeiro modelo de larga produção da Tesla. Fotografia: REUTERS/Lucy Nicholson
Model 3 é o primeiro modelo de larga produção da Tesla. Fotografia: REUTERS/Lucy Nicholson

Esta é a segunda interrupção na linha de montagem em cerca de dois meses.

A Tesla suspendeu temporariamente a produção do Model 3, o primeiro modelo de larga escala da marca norte-americana. Esta é a segunda interrupção na linha de montagem em cerca de dois meses e vai durar pelo menos quatro dias, segundo a informação adiantada pelo portal BuzzFeed. Elon Musk já admitiu que depender em demasia dos robôts foi um erro.

Fonte oficial da Tesla justifica as paragens com a necessidade de melhorar a tecnologia de automação e responder aos bloqueios de produção. Durante estes dias, os operários deverão gozar alguns dias de férias ou ficar em casa sem receber qualquer compensação por isso.

Elon Musk alegou que a instalação de mais robôts do que o habitual numa linha de montagem seria uma vantagem face aos principais concorrentes. Mas o sul-africano, na semana passada, reconheceu que “a excessiva automação na Tesla foi um erro”. E admitiu que os humanos eram “desvalorizados” e que foi um erro do próprio CEO da Tesla.

A marca norte-americana produziu apenas 9766 Model 3 no primeiro trimestre de 2018. Os problemas na linha de montagem e a necessidade de atualizar o equipamento justificaram os baixos números de produção, reconheceu a Tesla no início de abril. No final de 2017, a empresa já revisto as metas para o Model 3: previa fabricar 5000 Model 3 por semana ao longo do primeiro trimestre de 2018.

O Model 3 é considerado um modelo decisivo para o futuro da Tesla, que precisa de gerar receitas avultadas rapidamente para evitar um novo aumento de capital ainda em 2018.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Rui Manuel Ferreira/Global Imagens

Emprego dos jovens que acabaram agora o curso regressa a níveis pré-troika

Foto: Sonae

Cláudia Azevedo, desafios de uma sucessão na continuidade da Sonae

O antigo ministro da Economia, Manuel Pinho, durante a sua audição na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, sobre o seu alegado relacionamento, enquanto Ministro da Economia e da Inovação, e o setor privado, Assembleia da República em Lisboa, 17 de julho de 2018. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Manuel Pinho: “PSD é o pai dos CMEC e a mãe das barragens”

Outros conteúdos GMG
Tesla volta a suspender produção do Model 3. A culpa é dos robôts