farmacêutica

Tilray arrenda 20 hectares ao Esporão para aumentar produção de canábis

Estufas da Tilray em Cantanhede. (REUTERS/Rafael Marchante)
Estufas da Tilray em Cantanhede. (REUTERS/Rafael Marchante)

Farmacêutica canadiana anunciou acordo com a casa agrícola para aumentar área de cultivo de canábis medicinal.

A Tilray, com uma unidade de produção e processamento de canábis para fins medicinais em Portugal, pretende expandir a operação e anunciou esta quarta-feira um acordo com a empresa agrícola Esporão para o arrendamento de 20 hectares de terra para o cultivo ao ar livre destas plantas.

Em comunicado, a subsidiária portuguesa da farmacêutica canadiana, a Tilray Portugal, explica que a nova área de cultivo no Alentejo junta-se aos cinco hectares explorados em Cantanhede, onde a empresa tem ainda 6500 metros quadrados dedicados à produção, ao processamento e à pesquisa.

A exploração no Esporão arrancou já com a colocação das plantas na terra, em julho, esperando-se a colheita neste outono.

“O Esporão fornecerá no local suporte operacional e técnico a uma equipa de especialistas da Tilray, incluindo horticultores, produtores e gestores de qualidade. Neste novo local de cultivo serão realizados o crescimento, a colheita e a secagem de materiais de canábis medicinal que depois serão transportados para o Campus da Tilray em Cantanhede para processamento, produção e distribuição em toda a Europa e outros mercados internacionais”, indica o comunicado.

Em Cantanhede, a Tilray tem já culturas de estufa e ao ar livre, tendo recebido licença do Infarmed para o processamento em maio deste ano, bem como a certificação da substância ativa para fins medicinais.

A Tilray diz ter investido até aqui 20 milhões de euros na produção portuguesa até aqui, empregando mais de 150 pessoas atualmente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Trabalhos de descarga de contentores no Porto de Sines, 12 de fevereiro de 2020. TIAGO CANHOTO/LUSA

Exportações com quebra de 17% na primeira metade do ano

Isabel Camarinha, líder da CGTP, fala aos jornalistas após audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, em Lisboa, 30 de julho de 2020. (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

CGTP. Governo nega complemento a quem esteve em lay-off sem justificação

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Tilray arrenda 20 hectares ao Esporão para aumentar produção de canábis